Maratona Literária 3.0: Dia #7 (Conclusão)



Sinopse: Berlim, 2011. Adolf Hitler acorda num terreno baldio. Vivo. As coisas mudaram: não há mais Eva Braun, nem partido nazista, nem guerra. Hitler mal pode identificar sua amada pátria, infestada de imigrantes e governada por uma mulher. As pessoas, claro, o reconhecem — como um imitador talentoso que se recusa a sair do personagem. Até que o impensável acontece: o discurso de Hitler torna-se um viral, um campeão de audiência no YouTube, ele ganha o próprio programa de televisão e todos querem ouvi-lo. Tudo isso enquanto tenta convencer as pessoas de que sim, ele é realmente quem diz ser, e, sim, ele quer mesmo dizer o que está dizendo. Ele está de volta é uma sátira mordaz sobre a sociedade contemporânea governada pela mídia. Uma história bizarramente inteligente, bizarramente engraçada e bizarramente plausível contada pela perspectiva de um personagem repulsivo, carismático e até mesmo ridículo, mas indiscutivelmente marcante. 

    Consegui terminar o livro hoje e ainda estou pensando no que achei dele. Mais para frente espero conseguir falar sobre ele aqui no blog com mais um pouco de certeza sobre o que senti. Li 72 páginas hoje.

     Como eu consegui acabar a meta, resolvi pegar uma leitura extra para fechar a maratona. Estava para ler esse mangá há um tempinho e acabava sempre ficando para depois:


ATENÇÃO: SINOPSE DO SEGUNDO VOLUME, CONTÉM SPOILERS DO PRIMEIRO VOLUME: (Selecione com o mouse para ler)

Sinopse: Chegou o momento de conhecer melhor Hangetsu Shinonome, o Cavaleiro de Cachorro e Paladino da Justiça. O jovem se aproxima de Samidare e demonstra o quão preparado está para os futuros combates. Ao mesmo tempo, uma chegada inesperada bagunça tudo na casa da Família Asahina... O martelo continua nos céus e os dados contendo o futuro da Terra já foram lançados.

Segundo volume do mangá Lúcifer e o martelo, que contém 226 páginas. O mangá é muito engraçado e é uma boa leitura para fechar a semana.

    Estou muito feliz por ter conseguido fechar a meta e adiantado essas leituras que queria fazer. Acabei não conseguindo fazer nenhum dos desafios, infelizmente. E a maratona de vocês, foi divertida, conseguiram terminar suas metas? Deixem nos comentários :)

Lido na maratona: 1134 de 908.

Boa leitura!

Maratona Literária 3.0: Dias #5 #6


   Oi pessoal! Voltei para falar das leituras da Maratona! 

   Como vocês devem ter percebido, ontem não teve post. Não consegui ler nada, e por isso não postei. Por mais que eu goste de maratonas e de aumentar o ritmo de leitura, eu não gosto de forçar a leitura. Para mim ler sempre foi um prazer e uma diversão e quero que continue assim.

    Mas, hoje é outro dia e consegui ler algumas coisas. Vamos as leituras do sexto dia da Maratona:


Sinopse: Ambientado no Japão Feudal, Dororo é uma história de aventura e suspense, com toques de terror. Daigo Kagemitsu, vassalo de um general samurai oferece a 48 demônios 48 partes do corpo de seu filho que ainda não nascera, pedindo em troca o domínio sobre o Japão. O bebê nasce frágil sem partes importantes de seu corpo, e é logo atirado a um rio, de onde é resgatado por um curandeiro que lhe faz próteses e lhe salva a vida. O menino cresce sob o nome de Hyakkimaru e descobre a respeito de sua maldição: cada demônio daqueles 48 que ele matar o trará de volta uma parte de seu corpo, e logo sua humanidade roubada. Ele parte em sua jornada sobrenatural junto a Dororo, um menino ladrão, por entre fantasmas e demônios.

   Acabei Dororo! Cheguei ao último volume e posso dizer que queria mais. Não vou comentar muito aqui pois pretendo falar sobre ele mais para frente, mas aproveitei e revi o filme também. 
Páginas lidas: 240.


Sinopse: Berlim, 2011. Adolf Hitler acorda num terreno baldio. Vivo. As coisas mudaram: não há mais Eva Braun, nem partido nazista, nem guerra. Hitler mal pode identificar sua amada pátria, infestada de imigrantes e governada por uma mulher. As pessoas, claro, o reconhecem — como um imitador talentoso que se recusa a sair do personagem. Até que o impensável acontece: o discurso de Hitler torna-se um viral, um campeão de audiência no YouTube, ele ganha o próprio programa de televisão e todos querem ouvi-lo. Tudo isso enquanto tenta convencer as pessoas de que sim, ele é realmente quem diz ser, e, sim, ele quer mesmo dizer o que está dizendo. Ele está de volta é uma sátira mordaz sobre a sociedade contemporânea governada pela mídia. Uma história bizarramente inteligente, bizarramente engraçada e bizarramente plausível contada pela perspectiva de um personagem repulsivo, carismático e até mesmo ridículo, mas indiscutivelmente marcante. 

    Peguei novamente Ele está de volta para ler e dessa vez fui até a página 232. Ainda não formei uma opinião sobre este livro, mas devo postar a resenha futuramente. 
Páginas lidas: 107.

    Com isso fechei 347 páginas lidas hoje e estou quase terminando a meta. E vocês, como está a meta? Estão se divertindo? Deixem nos comentários :)

Lido até agora: 836 de 908.

Boa leitura!

Maratona Literária 3.0: Dia #4


   E chegamos ao quarto dia da Maratona! Hoje consegui adiantar mais um pouquinho a leitura e consegui me interessar mais pelo livro. 

Timur Vermes - Ele está de volta

Sinopse: Berlim, 2011. Adolf Hitler acorda num terreno baldio. Vivo. As coisas mudaram: não há mais Eva Braun, nem partido nazista, nem guerra. Hitler mal pode identificar sua amada pátria, infestada de imigrantes e governada por uma mulher. As pessoas, claro, o reconhecem — como um imitador talentoso que se recusa a sair do personagem. Até que o impensável acontece: o discurso de Hitler torna-se um viral, um campeão de audiência no YouTube, ele ganha o próprio programa de televisão e todos querem ouvi-lo. Tudo isso enquanto tenta convencer as pessoas de que sim, ele é realmente quem diz ser, e, sim, ele quer mesmo dizer o que está dizendo. Ele está de volta é uma sátira mordaz sobre a sociedade contemporânea governada pela mídia. Uma história bizarramente inteligente, bizarramente engraçada e bizarramente plausível contada pela perspectiva de um personagem repulsivo, carismático e até mesmo ridículo, mas indiscutivelmente marcante. 

   Hoje cheguei na página 125 (li 53 páginas) e estou curiosa para ver que rumo a história tomará. Mais um dia em que não consegui fazer o desafio diário, cadê tempo?

   E vocês? Estão conseguindo ler bastante? Não esqueçam de comentar :)

Lido até agora: 489 de 908.

Boa leitura!

Maratona Literária 3.0: Dia #3


   Oi pessoal! 
    
    Nesse terceiro dia de Maratona eu comecei lendo Ele está de volta, e acabei passando para Dororo, volume 03. 

Ele está de volta - Timur Vermes
Sinopse: Berlim, 2011. Adolf Hitler acorda num terreno baldio. Vivo. As coisas mudaram: não há mais Eva Braun, nem partido nazista, nem guerra. Hitler mal pode identificar sua amada pátria, infestada de imigrantes e governada por uma mulher. As pessoas, claro, o reconhecem — como um imitador talentoso que se recusa a sair do personagem. Até que o impensável acontece: o discurso de Hitler torna-se um viral, um campeão de audiência no YouTube, ele ganha o próprio programa de televisão e todos querem ouvi-lo. Tudo isso enquanto tenta convencer as pessoas de que sim, ele é realmente quem diz ser, e, sim, ele quer mesmo dizer o que está dizendo. Ele está de volta é uma sátira mordaz sobre a sociedade contemporânea governada pela mídia. Uma história bizarramente inteligente, bizarramente engraçada e bizarramente plausível contada pela perspectiva de um personagem repulsivo, carismático e até mesmo ridículo, mas indiscutivelmente marcante. 


    Estou gostando do livro, mas a leitura não estava andando no ritmo que eu queria (e confesso que estou doida para terminar Dororo), então acabei lendo até a página 72 (li 19 páginas hoje) e deixando de lado.

Osamu Tezuka - Dororo (volume 03)

Sinopse: Ambientado no Japão Feudal, Dororo é uma história de aventura e suspense, com toques de terror. Daigo Kagemitsu, vassalo de um general samurai oferece a 48 demônios 48 partes do corpo de seu filho que ainda não nascera, pedindo em troca o domínio sobre o Japão. O bebê nasce frágil sem partes importantes de seu corpo, e é logo atirado a um rio, de onde é resgatado por um curandeiro que lhe faz próteses e lhe salva a vida. O menino cresce sob o nome de Hyakkimaru e descobre a respeito de sua maldição: cada demônio daqueles 48 que ele matar o trará de volta uma parte de seu corpo, e logo sua humanidade roubada. Ele parte em sua jornada sobrenatural junto a Dororo, um menino ladrão, por entre fantasmas e demônios.



    Estou gostando cada vez mais de Dororo, mas agora só falta um volume (T.T). Assim que acabar o quarto volume (ou no dia seguinte) pretendo rever o filme, que vi há alguns anos e lembro de ter gostado. Não sei se vou fazer um post para cada volume ou um para todos, mas pretendo falar sobre essa história aqui.

Lido até agora: 436 de 908 (li 235 páginas hoje).

     Pulei o desafio de hoje também (cadê tempo, gente?) mas estou feliz com a leitura de hoje. E a meta de vocês, está andando?

Boa leitura!

Maratona Literária 3.0: Dia #2


    Voltando para atualizar sobre o segundo dia, que não foi um bom dia de leitura, mas consegui ler alguma coisa. Comecei um livro que estava muito curiosa, mas hoje não tive muito tempo para me dedicar a ele.

Ele está de volta - Timur Vermes
Ele está de volta - Timur Vermes
Sinopse: Berlim, 2011. Adolf Hitler acorda num terreno baldio. Vivo. As coisas mudaram: não há mais Eva Braun, nem partido nazista, nem guerra. Hitler mal pode identificar sua amada pátria, infestada de imigrantes e governada por uma mulher. As pessoas, claro, o reconhecem — como um imitador talentoso que se recusa a sair do personagem. Até que o impensável acontece: o discurso de Hitler torna-se um viral, um campeão de audiência no YouTube, ele ganha o próprio programa de televisão e todos querem ouvi-lo. Tudo isso enquanto tenta convencer as pessoas de que sim, ele é realmente quem diz ser, e, sim, ele quer mesmo dizer o que está dizendo. Ele está de volta é uma sátira mordaz sobre a sociedade contemporânea governada pela mídia. Uma história bizarramente inteligente, bizarramente engraçada e bizarramente plausível contada pela perspectiva de um personagem repulsivo, carismático e até mesmo ridículo, mas indiscutivelmente marcante. 

    Estou gostando do livro até agora, cheguei até a página 53. Espero conseguir terminar se não amanhã, no máximo quinta. O desafio de hoje era recriar a capa de um livro, e acabei não o fazendo também. 

   Como está a leitura de vocês? Hoje foi um pouco corrido mas espero pegar o ritmo novamente amanhã. 

Lido até agora: 201 de 908 páginas.

Boa leitura! 

Maratona Literária 3.0: Dia #1


    Resolvi lançar uma pequena atualização sobre o que consegui ler em cada dia, mesmo que acabe gerando um post pequeno :p

    Hoje eu peguei um livro que além de estar na meta da maratona está na minha lista de leitura no Desafio Literário Skoob 2014. O livro lido hoje foi:

Max e os felinos - Moacyr Scliar
Max e os felinos - Moacyr Scliar
Sinopse: O alemão Max, um garoto sensível, cresceu sob a severidade de seu pai que sempre lhe incutiu medos e inseguranças. Envolve-se, mais tarde com Frida, esposa de um militar Nazista, o que faz que tenha que abandonar o país. Em meio a viagem de barco, é obrigado, graças a um naufrágio, a dividir o pequeno espaço de um barco com um imenso Jaguar, um felino que sempre lhe aterrorizou. 

    Não vou comentar muito sobre a leitura pois pretendo lançar a resenha antes do final do mês, mas foi uma leitura tranquila e razoavelmente rápida. Li uma parte no ônibus, voltando do trabalho e terminei em casa.

Lido hoje: 148 de 908 páginas.

    Não vou participar do Desafio de hoje mas pretendo acompanhar os outros e participar de algum deles. E vocês, estão conseguindo manter a meta? Estão se divertindo? :)

Boa leitura!

Maratona Literária 3.0


    Não sei se vocês se lembram, mas eu participei da Maratona Literária ano passado (clique para ver as metas de leitura e o resultado final) e gostei da experiência. Resolvi então participar dessa terceira edição também. 

    Essa edição vai de 21 a 27 de julho de 2014 e as inscrições terminam hoje, no blog Café com Blá Blá Blá. Eu tenho que estipular uma meta (livros específicos, quantidade de páginas lidas) que desafie a minha quantidade normal de leitura. Além disso, durante a semana terão alguns desafios opcionais e no final terá um sorteio de um grande kit de livros. Para conferir mais sobre as regras, confira o post de apresentação da Maratona.

   Como eu não tenho o dia todo disponível para leitura (snif), vou deixar minha meta um pouco baixa, para ver se consigo cumpri-la:




Max e os felinos - Moacyr Scliar

Sinopse: O alemão Max, um garoto sensível, cresceu sob a severidade de seu pai que sempre lhe incutiu medos e inseguranças. Envolve-se, mais tarde com Frida, esposa de um militar Nazista, o que faz que tenha que abandonar o país. Em meio a viagem de barco, é obrigado, graças a um naufrágio, a dividir o pequeno espaço de um barco com um imenso Jaguar, um felino que sempre lhe aterrorizou. 

Edição capa dura - 148 páginas





















Dororo vol. 03 e vol. 04 - Osamu Tezuka

Sinopse: Ambientado no Japão Feudal, Dororo é uma história de aventura e suspense, com toques de terror. Daigo Kagemitsu, vassalo de um general samurai oferece a 48 demônios 48 partes do corpo de seu filho que ainda não nascera, pedindo em troca o domínio sobre o Japão. O bebê nasce frágil sem partes importantes de seu corpo, e é logo atirado a um rio, de onde é resgatado por um curandeiro que lhe faz próteses e lhe salva a vida. O menino cresce sob o nome de Hyakkimaru e descobre a respeito de sua maldição: cada demônio daqueles 48 que ele matar o trará de volta uma parte de seu corpo, e logo sua humanidade roubada. Ele parte em sua jornada sobrenatural junto a Dororo, um menino ladrão, por entre fantasmas e demônios.

Volume 03 - 216 páginas, Volume 04 - 240 páginas


Ele está de volta - Timur Vermes

Sinopse: Berlim, 2011. Adolf Hitler acorda num terreno baldio. Vivo. As coisas mudaram: não há mais Eva Braun, nem partido nazista, nem guerra. Hitler mal pode identificar sua amada pátria, infestada de imigrantes e governada por uma mulher. As pessoas, claro, o reconhecem — como um imitador talentoso que se recusa a sair do personagem. Até que o impensável acontece: o discurso de Hitler torna-se um viral, um campeão de audiência no YouTube, ele ganha o próprio programa de televisão e todos querem ouvi-lo. Tudo isso enquanto tenta convencer as pessoas de que sim, ele é realmente quem diz ser, e, sim, ele quer mesmo dizer o que está dizendo. Ele está de volta é uma sátira mordaz sobre a sociedade contemporânea governada pela mídia. Uma história bizarramente inteligente, bizarramente engraçada e bizarramente plausível contada pela perspectiva de um personagem repulsivo, carismático e até mesmo ridículo, mas indiscutivelmente marcante. 
304 páginas

   O total de páginas ficou em 908. Espero conseguir terminar essas leituras e fazer os desafios diários. E vocês, vão participar? 

Boa leitura!

Passarinha


Autora: Kathryn Erskine
Editora: Valentina

   Caitlin é uma menina de 10 anos, portadora da Síndrome de Asperger, que gosta de desenhar e não consegue captar o sentido em algumas coisas. Vendo a vida de uma forma preto no branco, ela nem sempre consegue se comunicar e reagir às coisas da forma que os outros fazem. Quando chega o dia em que sua vida desmorona, ela não sabe direito como lidar ou reagir a isso.

   Com o pai sempre triste e muitas vezes chorando, ela quer saber como voltar ao ponto em que ele sorria, e melhorar as coisas para todos. Como prefere o mundo dos livros e dicionários, onde considera tudo claro, ela descobre a palavra desfecho, e percebe que é disso que eles precisam, mas não sabe como chegar lá. E é nesse caminho que ela descobre que nem tudo é preto e branco.

    Ouvi muita gente falando muito bem desse livro, e quando o comprei na Bienal do ano passado, estava muito curiosa. Acabei adiando a leitura e quando terminei esse livro fiquei me perguntando porque não o li antes. Caitlin consegue trazer uma doçura e uma inocência enorme, e apesar de não conhecer muito sobre autismo, fiquei encantada com a personagem e a forma como as pessoas lidavam com ela e não a entendiam muitas vezes me irritava.

   Através dela vamos conhecendo aos poucos o seu mundo, que se resume ao colégio e a vida em casa. Apesar de várias dificuldade sociais, Caitlin vive uma vida feliz e tranquila, até o dia em que sua vida desmorona. Passando por uma dificuldade e uma dor que já é enorme para todos, ela precisa lidar com o modo que as pessoas lidam com ela a partir disso.

    O modo como ela vê o mundo é claro e cheio de fatos, e muitas vezes ela entendia ou via as coisas melhor que os adultos e crianças à sua volta, e trazia grande frustração quando as pessoas não a acompanhavam. O livro me fez pensar na forma com que lidamos com pessoas com deficiências e como a vida de todos seria melhor se algumas coisas fossem aplicadas. Um exemplo é o quadro de educação que Caitlin mantém em casa, onde está escrito sua educação. Para ela, se tratava de uma coisa para se lembrar, e quando alguém diz a ela que se tratava da educação dela, ela compreende muito melhor e consegue aprender sem tanto esforço.

    A edição desse livro foi muito bem feita e a diagramação é linda. Acredito que algumas coisas foram perdidas na tradução, pois a escritora faz muitos jogos de palavras. Uma coisa que não gostei foi da nota da tradução, que trouxe várias informações que foram ditas mais à frente no livro e deu spoiler de O Sol É Para Todos, contando um resumo do começo ao final do filme. Eu sei que é baseado em um livro antigo, um clássico, mas eu não li ainda, o que conta como spoiler. Gostaria que fosse  pelo menos avisado que iria contar o final.

    O livro é encantador e cheguei a chorar em alguns momentos. Caitlin é uma menina encantadora, que traz vida à história. Um livro diferente dos que tenho lido, e que vai ficar por muito tempo na minha memória.

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Cultura, Fnac, Saraiva, Submarino, Travessa.

The 100 - Os Escolhidos


Autora: Kass Morgan
Editora: Galera Record

   Em uma realidade em que a Terra se tornou radioativa após uma guerra nuclear, os seres humanos que conseguiram fugir moram em uma grande espaçonave. Essa sociedade é limitada e cheia de regras, necessárias para a sobrevivência dos que moram lá. Cem delinquentes, considerados um desperdício para a sociedade, são enviados para a Terra, para testar se é possível viver lá e recolonizar o planeta.

    Envolvendo a história de vários personagens e revelando aos poucos seus segredos, o livro conta uma história de sobrevivência e de como a vontade de viver afeta as atitudes dos seres humanos. Temos alguns personagens contando sua história e a história da nave de onde vieram. Cem jovens que nunca pisaram na Terra, sentiram a chuva ou respiraram ar puro, que descobrem que a vida na Terra é muito mais do que poderiam imaginar.

    Eu estava extremamente ansiosa para ler esse livro, tanto que o comprei na pré-venda. E apesar de ter sido uma leitura rápida e que me prendeu, fiquei um pouco decepcionada. A narrativa traz muitos personagens, alguns com atitudes extremamente idiotas, outros que sofreram por erros que não foram seus. Enfrentamos uma sociedade muito diferente da nossa, onde foram criadas regras rígidas visando a sobrevivência de todos.

    O livro traz alguns furos na história, mas como ainda terá uma continuação, estou esperando que algumas coisas sejam ditas. Não me apeguei em nenhum dos personagens principais, mas espero que a história se desenvolva melhor para conhecê-los mais. Como a história tem muitos flashbacks, algumas coisas presentes não são muito explicadas. Minha expectativa é que o livro melhore no segundo volume e não vou desistir por enquanto da série. 

    Falando em série, assisti a nove episódios do seriado de mesmo nome e posso dizer que o livro não tem nada a ver com a série. Apesar de manter o tema de cem jovens enviados para a Terra, que estava radioativa, o andamento, o enredo e os personagens são bem diferentes, então recomendo que quem goste do livro não vá com a mesma expectativa na série. E vocês, gostaram? Deixem suas opiniões nos comentários, por favor :)

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Cultura, Fnac, Saraiva, Travessa.

O que pretendo ler em... Julho 2014


   Vim aqui para contar o que vou ler em Julho! Já li algumas coisas, mas pretendo fazer uma meta novamente, pois isso me ajudou bastante mês passado. Os livros do Desafio Literário Skoob 2014 desse mês são:

Não conte para a mamãe - Toni Maguire
Sinopse: A frase que dá título ao livro de Toni Maguire, Não conte para a mamãe, poderia ser uma pacto ingênuo entre dois irmãos ou uma brincadeira entre crianças. Infelizmente, não é o caso. Na verdade, é a ameaça sofrida pela autora durante os quase dez anos em que foi violentada pelo próprio pai. Quando aconteceu pela primeira vez, a pequena e inocente Antoniette tinha apenas seis anos. Apesar da tenra idade, tudo ficou gravado em sua memória, o tempo nada dissipou: os detalhes, os sentimentos, a dor. Foi a primeira de muitas, incontáveis vezes. Não conte para a mamãe, de Toni Maguire, desvela a comovente história de um infância idílica que mascarava uma terrível verdade.



Max e os felinos - Moacyr Scliar
Sinopse: O alemão Max, um garoto sensível, cresceu sob a severidade de seu pai que sempre lhe incutiu medos e inseguranças. Envolve-se, mais tarde com Frida, esposa de um militar Nazista, o que faz que tenha que abandonar o país. Em meio a viagem de barco, é obrigado, graças a um naufrágio, a dividir o pequeno espaço de um barco com um imenso Jaguar, um felino que sempre lhe aterrorizou. 



  
 O primeiro traz um tema pesado, então não sei se vou conseguir ler esse mês, mas o segundo eu estou querendo ler há um bom tempo, então espero terminar. Vou colocar aqui mais alguns livros que espero conseguir ler esse mês:



O Sincronicídio - Fabio Shiva

Esse é para terminar a leitura. Comecei no final do mês passado e estou na metade. Estou gostando bastante :)






Ele está de volta - Timur Vermes
Sinopse: Berlim, 2011. Adolf Hitler acorda num terreno baldio. Vivo. As coisas mudaram: não há mais Eva Braun, nem partido nazista, nem guerra. Hitler mal pode identificar sua amada pátria, infestada de imigrantes e governada por uma mulher. As pessoas, claro, o reconhecem — como um imitador talentoso que se recusa a sair do personagem. Até que o impensável acontece: o discurso de Hitler torna-se um viral, um campeão de audiência no YouTube, ele ganha o próprio programa de televisão e todos querem ouvi-lo. Tudo isso enquanto tenta convencer as pessoas de que sim, ele é realmente quem diz ser, e, sim, ele quer mesmo dizer o que está dizendo. Ele está de volta é uma sátira mordaz sobre a sociedade contemporânea governada pela mídia.


    Quero ler também as continuações de mangás que estou acompanhando: Lúcifer e o Martelo Sailor Moon, e recomeçar a ler Death Note, que não cheguei a terminar. Espero que esse mês seja proveitoso e consiga adiantar mais algumas leituras que quero ler há algum tempo. E vocês, tem alguma meta?

Boa leitura!

Assisti: Sailor Moon Crystal 001

Imagem de divulgação do anime
   Sailor Moon foi um desenho que marcou a minha infância, eu assistia quando era muito nova na extinta TV Manchete e ficava acordada até meia-noite, um pouco mais velha, para assistir na Cartoon. Eu adoro a forma como o desenho retrata a amizade das meninas e o crescimento da Serena (Usagi, como descobri depois). Mas, quando era criança, não tinha acesso à internet, e não sabia que existia um mangá.

   Como vocês viram nas leituras de Junho, eu estou lendo o mangá. Com a comemoração de 20 anos de Sailor Moon, o mangá está sendo publicado no Brasil pela editora JBC, e estou gostando bastante. Ele é menor que a maioria dos mangás que costumo comprar, mas me informaram que esse é o formato original dele. O papel também é de uma qualidade superior que o da maioria e adorei as capas. Ainda pretendo falar mais sobre o mangá em outros posts, então vou focar no novo anime.

    A primeira coisa que chama a atenção quando vemos esse novo episódio é o traço. Os personagens são, ao contrário de no desenho anterior (Sailor Moon Classic), muito mais parecidos com os do mangá. Uma coisa que me incomodou um pouco é a magreza das Sailors. Eu sei que é o desenho original, mas confesso que gostava delas com o traço antigo, mais arredondado. 

Fonte: Página SOS Sailor Moon
    Eu não gostei muito da animação dos personagens, achei o movimento estranho, principalmente na hora da transformação, onde a Usagi parece ter braços imensos e mais musculosos, mas gostei da animação da tiara dessa versão. Confesso que prefiro a abertura e encerramento do anime antigo, mas esses estão legais também, principalmente para quem já assistiu ou conhece a história, porque eles trazem alguns spoilers.

    De uma forma geral, eu acredito que são formatos diferentes e, por isso, não adianta muito comparar. É uma ótima adição para quem gosta de Sailor Moon e quer matar saudades, e talvez possa encantar mais as gerações mais novas, que estão mais acostumadas à este tipo de animação. Estou revendo o desenho antigo, pretendo continuar assistindo o Crystal e lendo o mangá.

   Uma coisa que achei louvável foi que o primeiro episódio de Sailor Moon Crystal saiu simultaneamente em vários lugares do mundo, já legendado! E isso incluiu o Brasil! Só não assisti ao vivo porque passou as sete da manhã, hora de dormir no final de semana. Acabei vendo na parte da tarde.

   Sailor Moon faz parte da infância/adolescência de muitas pessoas, e fico feliz em saber que pode fazer parte da vida das crianças de hoje, como minhas irmãs de 11 e 14 anos, que não tiveram a opção de assistir o Classic na televisão. Por mais comparações que possamos fazer e preferências que possamos ter, não podemos negar que é uma história encantadora. E vocês, já assistiram? Conhecem Sailor Moon? Se não, não percam! Para quem não viu ainda, tem aqui, legendado em português. :)

Leituras de Junho 2014

Oi Pessoal!

Vim postar novamente as leituras do mês, dessa vez de Junho! Consegui ler bastante coisa e foram leituras proveitosas.

Livros:

                    Resenha                                   Resenha                                       Resenha                                    Resenha
                    Resenha                                       Resenha                                    Resenha                                      Resenha



Consegui terminar!!!!
Foi o TBR Excel de Abril, e foi uma leitura demorada, mas muito proveitosa. Eu já conhecia boa parte da história, mas foi uma delícia ler e conhecer detalhes e algumas coisas diferentes do que eu sabia.
Pretendo fazer a resenha, só não sei se sai logo rs




Mangás:


- Prophecy, volume 01: um mangá diferente do que eu li até agora, com uma parte de suspense, de tecnologia. Estou ansiosa pelo segundo.
- Lúcifer e o Martelo, volume 01: com uma história muito maluca haha, me senti perdida no começo, mas curti muito a leitura. Ansiosa pelo segundo [2].
- Sailor Moon: Quem me conhece sabe que eu estava esperando fechar a série para começar a ler, mas são 12 volumes!!! Ai não aguentei e comecei a leitura haha. E Sailor Moon é infância e amor <3

Quadrinhos:

Posso dizer que estou curtindo essa nova fase da TMJ, e achei essa revista divertida. Nela a Mônica e o DC acabam adotando um filhote estranho que apareceu na porta da casa dela, mas nem tudo é o que parece.

Em CBM, a revista foi a continuação da história começada no volume 09, e achei bacana a forma que foi encerrada.



Ainda lendo / espero terminar em Julho:




Comecei a ler e estou gostando muito até agora, mas não consegui terminar antes do fim do mês, ainda estou praticamente na metade :(
Espero terminar antes do meio de Julho e fazer a resenha antes do fim do mês.





    Foi isso esse mês, faltou só um livro dos que eu queria ler em Junho, que acabei não lendo, e um para terminar, que estou na metade. Quem quiser conferir o que eu queria ler em Junho, é só clicar aqui.
    E o mês de vocês? Leram muito? Não esqueçam de comentar ;)

Boa leitura!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...