Razão e Sensibilidade


Autora: Jane Austen

   A família Dashwood vive confortavelmente em uma propriedade herdada de um parente. O filho mais velho do primeiro casamento mora com a esposa em outro lugar, mas seu pai, sua segunda esposa e três filhas, Elinor, Marianne e Margaret, vivem felizes em Norland Park, Sussex. Entretanto, a herança estava vinculada ao filho mais velho, deixada por um cavalheiro parente deles.
   
   Quando o pai da família morre, a sorte das Dashwood muda. Apesar de prometer ajudar as irmãs no leito de morte do pai, John Dashwood, que além de ter um caráter avarento e egoísta, é incentivado por sua esposa, Fanny, a não ajudar muito, para não diminuir a herança do filho. Com isso, as irmãs e sua mãe se veem sem renda fixa e morando de favor na casa que era delas.

   Conseguem então um chalé com aluguel irrisório em Devonshire, longe da casa em que viviam, através de um parente da mãe, e para lá se mudam. E é nesse cenário que as aventuras começam. Conhecendo seus novos vizinhos e seus amigos, as imãs se envolvem em relacionamentos muitas vezes dificultados por diferenças sociais, avarezas e pobreza de espíritos, como tão bem descreve a autora.

   As três irmãs tem personalidades muito diferentes, e não conhecemos muito a mais nova, Margaret, que tem treze anos na narrativa. Elinor, de dezenove anos, é descrita como uma jovem sensata, razoável e serena. Marianne, por outro lado, é parecida com a mãe, sensata e inteligente, mas ao mesmo tempo, ansiosa e extremamente sensível, e muitas vezes imprudente. O que podemos perceber nas duas é um bom coração e desprezo pelas falsidades que viam nos relacionamentos de conhecidos.

   A leitura é bastante densa, e precisava me concentrar para conseguir visualizar as cenas. O livro é muito bem detalhado, e alguns desses detalhes acabaram me dificultando um pouco, pois eram coisas de época que não existem mais (como, por exemplo, o que fazia de uma casa um lugar refinado, como localização dos parques e jardinagem) e por desconhecer o local onde a história se passa. Não sou muito boa em visualizar espaços.

   Entretanto, foi um livro que me agradou muito. Conheci Jane Austen através do filme Orgulho e Preconceito (que traz o Darcy mais adorável de adaptações que vi até agora <3) e fiquei encantada com sua escrita. Existe uma perspicácia e inteligência crítica aos modos da época que atraem muito. Fico imaginando como seus livros foram recebidos em sua publicação.

   Alguns aspectos na história me surpreenderam, e não quero falar neles para não estragar a surpresa de vocês, mas recomendo muito a leitura. Não é um livro fácil de ler, principalmente por muitas vezes trazer atitudes que, hoje em dia, não podemos entender, mas várias delas vemos no presente ainda, infelizmente. A avareza, preconceito e ganância muitas vezes impedem a felicidade de muitos. 

   E você, já leu? Pretende ler? Não esqueça de comentar, e boa leitura! 

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra)

Ps: Esse livro foi a segunda opção de Fevereiro no

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...