Mary Poppins

Autora: P. L. Travers
Tradução: Joca Reiners Terron
Ilustração: Ronaldo Fraga
Editora: Cosac Naify

   Preciso começar dizendo que amo o filme da Disney de Mary Poppins, que a maioria conhece. Ano passado saiu nos cinemas o filme "Saving Mr. Banks", o qual contava a história da criação do filme e das discussões da autora com Walt Disney para a produção do mesmo. Com isso, me deu vontade de ler o livro, mas estava com dificuldade de encontrá-lo, quando descobri que a Cosac Naify ia lançá-lo no Brasil. 

   O livro saiu em duas edições uma com uma pasta (que é o dobro do preço) e esta, mais simples, que acabei pagando ainda mais barato em uma promoção. Confesso que estranhei um pouco a diagramação e demorei um pouco para apreciá-la, mas atualmente estou apaixonada por ele. 


    Passando para a história, começamos o livro com uma família com quatro crianças, Jane, a mais velha, Michael, o segundo, e John e Barbara, os dois gêmeos bebês (que sim, não existem no filme). A babá deles foi embora sem avisar e eles precisam de outra urgentemente, e é quando Mary Poppins misteriosamente aparece, cheia de truques e novidades. As crianças então passam por várias aventuras e situações inesperadas. 

   Posso confessar uma coisa aqui? O livro é totalmente diferente do filme. Enquanto Mary Poppins no filme é encantadora e brincalhona, a do livro é mau humorada e em algumas vezes rude. As crianças não são tão mau educadas e os pais quase não são citados, grandes cenas do filme não existem aqui. Por um lado eu fiquei um pouco decepcionada, mas depois aproveitei as diferenças e consegui gostar da história também. 

A famosa cena do carrossel, que aqui acontece um pouco diferente do que conhecemos do filme.

O livro em alguns momentos parece não chegar a lugar nenhum, e o final é um pouco aberto, mas é preciso lembrar que faz parte de uma série, diferente do filme, que é uma história fechada. Gostaria muito de ler os outros livros e talvez os compre em inglês no futuro. Algumas aventuras foram muito divertidas e fiquei curiosa para ver o que mais a autora criou nesse mundo. 

   Gostaria de comentar mais algumas coisas sobre esse volume:




 O livro é um pouco maior que o normal (coloquei um hardcover que estou lendo para comparar) e tem uma espinha que aparece e é costurada com o nome de Mary Poppins, o que confesso que me deu muito nervoso na hora de ler, pois fiquei morrendo de medo que o livro desabasse, o que obviamente não aconteceu haha. Toda a parte externa dele é muito bonita.


    A parte interna também não deixa nada a desejar, com uma diagramação impecável. Demorei a me acostumar com as ilustrações, pois estou acostumada com algo mais redondo e de aparência infantil, mas gostei muito delas. Fiquei surpresa quando descobri no final como foram feitas (e deixo aqui o espaço para que vocês se surpreendam também, quando acabarem de ler).


   O espaçamento é muito bom, e as páginas são amareladas. O texto não é justificado, e a fonte usada não cansou a vista. Apesar de parecer um livro muito grande, tem uma quantidade pequena de páginas (192). Foi uma ótima aquisição e estou feliz de tê-lo lido. Espero que possam curtir essa leitura também, e não deixem de comentar! 

*Comprando no link acima você ajuda o blog com uma pequena porcentagem da compra, sem aumentar o valor para você :)

Esse livro faz parte do Desafio Literário Skoob 2015, referente ao mês de Janeiro,
e do 2015 Reading Challenge, na categoria "Livro escrito por uma mulher".

Boa leitura!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...