Que seja doce

 "Palavras. Elas sempre tiveram o poder de me tocar de um modo especial, as faladas  podem realmente incomodar ao ponto de gerar em mim desejo de transformação. Mas as escritas, possuem um peso ainda maior."

Autora: Sara Fidelis
Amazon (Disponível no Kindle Unlimited)*


   Robin é uma jovem mãe que cria sozinha seu filho pequeno, Bernardo. Há cinco anos sua vida mudou completamente e ela abriu mão de seu maior sonho, a confeitaria. Vivendo de maneira a chamar a menor atenção possível, Robin vê tudo mudar novamente quando é transferida de emprego para outra cidade. 

   Dominic é um psicólogo que rejeitou tudo de sua vida anterior e agora está voltando à sua cidade natal para exercer sua profissão. Ele procura um colega de quarto para dividir o enorme apartamento que alugou, que se encaixa perfeitamente em seus planos. Um mal-entendido une os dois, que precisam aprender a conviver para seguir com suas vidas.
"Algumas rupturas não devem ser vistas como fracassos, mas como oportunidades de recomeços."
   Sou apaixonada por histórias com crianças ou bebês, e peguei esse livro emprestado por causa disso. Bernardo é uma criança adorável, e fiquei apaixonada por ele durante a leitura. Robin tenta se esconder do mundo através de roupas largas e uma atitude distante, não se envolvendo com ninguém. Dominic, por outro lado, só quer iniciar sua vida e ajudar outras pessoas.

   Me incomodou bastante durante a leitura essa questão da Robin se "disfarçar" de feia e as pessoas só verem a beleza dela depois que ela começa a se arrumar um pouco. Achei que esse clichê tinha ficado para trás com novelas e filmes dos anos 90. Há muito foco nisso e gostaria de ver menos comentários maliciosos por causa de sua "feiura". Na verdade Robin só não passa maquiagem, usa roupas maiores que seu tamanho e usa óculos. 
"Amizade, talvez? Mesmo isso, é algo novo e o que é novo me incomoda. Tudo que me tira da confortável zona que estabeleci para que viva meus dias é um incomodo."
   Ela passa por uma situação bem traumática quando está iniciando sua vida adulta, o que molda totalmente seus próximos anos. Gostei de ver a personagem evoluindo de acordo com o tempo passando, mas acho que algumas evoluções foram muito rápidas para o modo como ela foi construída. A relação dela e de Dominic é de cão e gato no começo, mas se torna uma amizade bonita de se ver. 

   Eu gostaria de vê-la se envolvendo com outras pessoas nessa nova vida além de Dominic, mas uma personagem que também conquistou meu coração foi sua avó, que mora em uma casa de repouso. Ela salvou várias cenas no livro e trouxe muitas risadas. Há também momentos de tensão no livro, mas vou deixar para vocês descobrirem essas reviravoltas. 

   No geral eu gostei da história e achei que o livro fechou bem a história deles. É sempre gostoso acompanhar uma pessoa se abrir novamente para a vida e para a felicidade, mesmo que seja no meio literário. E vocês, já acompanharam essa história? Não esqueçam de comentar abaixo :)

Mais citações do livro: 
"Mas as palavras quando bem colocadas, podem ser sentidas de um modo que você nem conseguiria imaginar."

"É muito difícil realizar uma tarefa quando seu coração não está de acordo. É dificílimo despejar terra sobre sua alma que clama por água."

"O mundo inteiro pode te estender a mão, milhares de oportunidades podem surgir, mas a única pessoa capaz de te fazer feliz e de te arrancar do poço em que caiu, é você."

"Você precisa ao menos tentar ser feliz, se acostumar com a tristeza é a pior escolha."

*Comprando no link acima você ajuda o blog com uma pequena porcentagem da compra, sem aumentar o valor para você :)

Boa leitura!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...