Extras

"De repente, Aya Fuse se sentiu muito pequena."


ATENÇÃO: Para quem não leu os livros anteriores (Feios, Perfeitos e Especiais), terão detalhes da história abaixo, já que a história se passa depois destes.



Autor: Scott Westerfeld
Editora: Galera Record

   Li Feios, Perfeitos e Especiais há um tempo atrás, e adorei a história. Tally, a principal, é ingênua, ambiciosa e complexa, e o enredo é instigante. Nem sempre acompanho autores e seus lançamentos, então só fiquei sabendo de Extras quando o vi na Saraiva, e fiquei curiosa instantaneamente. Mas, lendo a sinopse e vendo que a personagem principal não era a Tally, acabei retardando a leitura. E me arrependi agora.

   Aya é uma menina de 15 anos, feia, que vive num dormitório e ocupa uma posição praticamente invisível no ranking de fama na cidade. Depois da libertação as cidades e as pessoas acabaram tomando rumos diferentes e sua cidade roda em torno de reputação e méritos. Aqueles que são mais famosos moram nas melhores casas e têm os melhores recursos. E Aya quer desesperadamente ser famosa.

   Uma forma de ser famosa é o seu canal ser famoso. Cada cidadão tem um canal de vídeos, e se conseguir uma matéria que seja muito assistida, sua reputação sobe. Aya descobre um grupo de meninas que pratica surfe em trens magnéticos e vê nessa aventura uma chance de ser famosa. Entretanto, se envolver com elas pode levar a perigosas descobertas, e problemas muito maiores do que seus objetivos iniciais.

   O livro segue os livros anteriores. Aya é uma menina deslumbrada pela sociedade e sonha ser famosa como Tally sonha em ser perfeita. E com isso, ela perde vários detalhes muito importantes, vários questionamentos que deveriam ser feitos. No caminho do que deseja, acaba ignorando um cenário maior. Em certos pontos, porém, ela é muito diferente.

   Existem personagens secundários e do grupo principal que também são muito interessantes, e acabei me pegando querendo mais cenas deles no livro. O enredo continua instigante, e com várias surpresas e reviravoltas maravilhosas. Continuei apaixonada por esse mundo, e se antes tinha interesse em ler mais do autor, agora esse interesse aumentou.

   A única coisa que senti falta foi de mais tempo. A história de Tally se desenvolve em três livros, enquanto a de Aya é mais corrida. Apesar do livro ter sido bem concluído e fechado um ciclo, senti falta de mais. Senti falta dos personagens, de saber mais sobre eles, de saber o que aconteceria depois.

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Americanas, Cultura, Saraiva, Travessa.

   Pesquisei no site oficial do autor e descobri uns livros "extras" (versão kindle nos links):


Observação:
Gostei mais da versão da capa abaixo. Porque? Bom, vocês vão ter que ler para descobrir ;)



A Menina Que Não Sabia Ler + PROMOÇÃO


"Na tradição de Henry James e Edgar Allan Poe, uma história incrível sobre uma menina e o poder de sua imaginação."


Autor: John Harding
Editora: LeYa

   No interior da Nova Inglaterra em 1891, Florence, de 12 anos, e seu irmão caçula, Giles, moram numa grande casa com alguns funcionários, sustentados por um tio que se tornou seu tutor, uma vez que os dois são órfãos. O tio, mora em Londres, e permanece afastados dos dois, que nem o conhecem. Passam o dia brincando pela casa, até que um dia Florence descobre uma enorme biblioteca atrás de uma porta desconhecida.

   Giles não se interessa por aquele amontoado de papel com símbolos desconhecidos, salvo por ver alguns com figuras grandes. Florence, por sua vez, fica deslumbrada, e quer mais que tudo, descobrir como ler tudo o que se encontra ali. Uma coisa a impede: ela não sabe ler e seu tio não quer que ela aprenda.

   Em outro foco, a casa é dita como mal-assombrada e Florence tem sonhos tenebrosos com uma mulher que ameaça seu irmão. Sua educação não é importante, mas seu irmão precisa de uma perceptora. Uma mulher misteriosa aparece para o cargo, e se torna perturbadora para a menina, que começa a se preocupar em proteger seu irmão e seu segredo.

   O livro me tocou de várias maneiras. O amor de Florence pelos livros me levou a ver uma realidade que felizmente não enfrentei: como somos sortudos por sabermos ler, e como fazemos tão pouco disso às vezes. O analfabetismo é uma realidade para várias pessoas atualmente, assim como o analfabetismo funcional, e mais triste ainda o que vemos com uma frequência perturbadora: os que sabem ler e não sabem interpretar. Um grande número de pessoas que não conseguem entender o que está escrito ou não conseguem ultrapassar as palavras e ver o que existe por trás delas.

   O livro se desdobra em outro assunto também. Florence desconfia da perceptora e entra numa guerra contra esta. Mas coisas do passado e atitudes da menina nos confundem. Será que suas preocupações são reais, ou ela tem uma imaginação muito grande? É um grande suspense, cheio de descobertas, reviravoltas e desconfianças.

   O desfecho do livro é surpreendente e perturbador. Traz um grande mistério e questionamento. Mas vale muito a pena. O livro é de tirar o fôlego, roubando os minutos até o final. É o tipo de história que não se consegue largar. Os personagens são cativantes, e a trama é densa.

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Americanas, Cultura, Fnac, Saraiva, Travessa.

Eu indico tanto que farei...

SORTEIO!!!

  Bom, quem acompanha o facebook e o twitter do blog viu que comprei cinco livros para sortear. E um deles é o da resenha! Espero que todos estejam interessados na história e ansiosos para conseguir um exemplar ;)

  Uma observação que eu devo fazer é que comprei o livro para sortear numa promoção, então a edição veio diferente da edição que eu já tinha. O livro é mais fino e com folhas brancas, sem o relevo que a capa original tem. Ele será enviado ainda lacrado, como veio.

   O sorteio será feito no dia 01/05 através do rafflecopter, uma plataforma usada por vários outros blogs com sucesso, e fácil de usar. Qualquer dúvida vocês podem perguntar :)

Alguns esclarecimentos sobre o sorteio:

- Para seguir o blog só é necessário uma conta do Google, Twitter ou Yahoo. É só clicar em "Participar desse site" na lateral do blog e logar com a sua conta. Esse passo é necessário para a promoção!
- Existe a opção de Twittar sobre a promoção, que pode ser refeita todo dia.
- A plataforma usa um sistema de pontuação, quanto mais pontos você fizer mais chances de ganhar. Então vamos participar de tudo! :D

a Rafflecopter giveaway

A Esperança


ATENÇÃO: Essa resenha fala sobre o último livro da trilogia "Jogos Vorazes", então se você não leu os outros dois (Jogos Vorazes e Em Chamas), recomendo que não leia esta resenha, pois terá spoilers.


Autora: Suzanne Collins
Editora: Rocco

   E aqui estamos, na reta final. A revolução chegou, e não há volta. Katniss escapou novamente dos Jogos Vorazes, mas Peeta ficou para trás, preso na Capital. O Distrito 12 deixou de existir, bombardeado pela Capital, poucas pessoas restaram, e só a Aldeia dos Vitoriosos se encontra de pé. Ela acorda no Distrito 13, antes conhecido como um o distrito destruído, e que acabou sendo que na verdade um distrito que conseguiu fugir das garras da Capital e sobrevivia à duras penas no subterrâneo.

   Katniss foi resgatada para ser o Tordo, o rosto e o incentivo para os distritos finalmente se libertarem da Capital e se rebelarem junto ao 13. Entretanto, a coisa não é tão fácil quanto parece. Katniss permanece dividida entre seguir essa função, a preocupação com a vida de todos que ama e a desconfiança perante à presidente Corin, líder dos rebeldes.

   Aceitando sua missão, Katniss passa a visitar os distritos e ver a destruição que a revolta causou neles. Milhares de pessoas mortas, doentes, feridas, e uma devastação desoladora. Com sua impulsividade ela consegue o que ninguém consegue num estúdio, a raiva e a força para  incentivar a população. Mas muito tem a acontecer ainda. Katniss percebe que mais uma vez está presa numa situação em que nem tudo está sendo contado para ela, e esse sentimento de que está sendo novamente usada a faz repensar muita coisa.

   O livro gira em torno de muitos assuntos dolorosos e reflexivos para todos nós. Até que ponto uma guerra, um ataque, é aceitável? Até que ponto pode se fazer uso da força, e o pior de tudo, o que há realmente por trás das causas que lutamos?

    O término do livro foi doloroso por muitos mais motivos do que só o término de uma história, e apesar de muitas vezes ter ficado com raiva da passividade e da impulsividade de Katniss, no fundo temos que ver que é somente uma menina, que teve que amadurecer e passar por coisas inimagináveis até a idade apresentada no final, e que sofre muito mais abalos mentais que possamos um dia sofrer.

   Deixo aqui um convite não só para a leitura da série, mas também para refletir nas atitudes e no que o livro realmente debate pois, ao meu ver, esse livro só se encaixa num público juvenil para que se possa ter a esperança de um povo com mais humanidade.

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Americanas, Cultura, Fnac, Saraiva, Submarino, Travessa.

Para quem quiser a trilogia completa: AmericanasCulturaFnacSaraivaSubmarinoTravessa.

"Bem no fundo da campina, embaixo do salgueiro
Um leito de grama, um macio e verde travesseiro
Deite a cabeça e feche esses olhos cansados
E quando eles se abrirem, o sol já estará alto nos prados.

Aqui é seguro, aqui é um abrigo
Aqui as margaridas lhe protegem de todo perigo
Aqui seus sonhos são doces e amanhã serão lei
Aqui é o local onde eu sempre lhe amarei."


A Lista Negra

"A lista foi ideia minha.
Não queria que ninguém morresse.
Não queria ser uma heroína.
Será que, algum dia, você vai me perdoar?" 


Autora: Jennifer Brown
Editora: Gutenberg

   O livro conta a história de Val, uma estudante no Ensino Médio que, apesar de ter seu grupo de amigos e um namorado, não é popular e sofre bullying, criando uma lista com o nome das pessoas que a maltratavam para aliviar a frustração. Essa lista foi compartilhada com seu namorado Nick, que um dia entrou no colégio com uma arma e começou a atirar nas pessoas que estavam nela. Pega de surpresa, Val tenta interromper o tiroteio e acaba levando um tiro, salvando a vida de uma das meninas que fazia bullying com ela. Entretanto, a lista e vários emails trocados entre eles levam a crer que Val seria culpada e saberia do atentado, e as coisas complicam para ela.

   A personagem principal é muito cativante. É uma menina excluída pela maioria no colégio, com problemas em casa, e que acha um abrigo seguro em seu namorado, que um dia some da pior maneira possível, deixando para ela um rastro de consequências inesperadas.

   O livro debate vários assuntos ligados ao bullying e a forma como as pessoas lidam com ele. Os valentões, as vítimas, os adultos. Infelizmente o bullying é uma realidade que precisa ser combatida e finalizada. Com profundos questionamentos pessoais, sobre ser uma boa pessoa ou não, sobre ser responsável ou não, Val mostra para o leitor duas realidades: a de sofrer bullying e não ser resgatado por adultos que deveriam perceber essa situação e a de como é errada a atitude dos dois lados dessa questão, do bully e da vítima.

   Por outro lado eu percebi um outro questionamento subliminar no livro. O valentão é somente mau? Que propósitos ele tem a praticar essa ação de covardia com a vítima? E o que leva a vítima a não reagir corretamente, vindo a explodir posteriormente?

   Acredito que essas explosões como tiroteios de colégio sejam um reflexo não só do bullying, mas piorado por ele. Temos claramente esse exemplo no livro. Nick e Val sofrem bullying, mas somente Nick estoura dessa maneira. Por mais que Val comente o assunto teoricamente, ela fica surpresa ao ver a ação do namorado e sua reação é terminar com isso o mais rápido possível. Encontrei vários questionamentos quanto ao papéis dos pais também, a falta de atenção, as reações exageradas quando o pior acontece, o não saber lidar quando já é tarde demais.

   Houve momentos no livro para raiva, para o choro e para a reflexão. Muitas pessoas sofrem bullying, preconceito, ofensas, e é o modo como lidam com isso que muda tudo. E percebo principalmente a falta de uma coisa muito importante: a comunicação. O que uma conversa pode mudar? Existem casos que não muda nada, mas acredito que mudaria muita coisa na maioria das vezes.

   Toda a questão do bullying é complicada, porque como a questão de violência de pais com filhos, é uma coisa que acontece muito e sempre aconteceu, mas que somente começa a ser feita alguma coisa recentemente, e mesmo assim com muita resistência. Quantos pais não banalizam essa ação nos colégios, lidando com brigas e maldades nas escolas como se fossem apenas crianças sendo crianças, ou pior ainda, orgulhosos de seus filhos serem fortes e achando certo suas atitudes, ou brigando com as vítimas, chegando até a bater em seus filhos por eles não revidarem?

    Recomendo muito a leitura, e deixo aqui um apelo aos pais, amigos, responsáveis: Prestem atenção aos seus filhos, respeitem as pessoas a sua volta. E principalmente, conversem. Tirem dúvidas antes de mudar o humor, de explodir. Não sintam-se ofendidos por algo que pode ser um mau entendido.

Um adendo, conheci esse livro pelo canal Cabine Literária, no Youtube. e recomendo que acompanhem, o Gabriel e o Danilo são super animados e fazem ótimas resenhas =)

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Americanas, Cultura, Saraiva, Submarino, Travessa.



O Mistério da Estrela - Stardust

"Era uma vez um rapaz que queria realizar o Desejo de seu Coração".


Autor: Neil Gaiman
Editora: Rocco

   É assim que começa essa bela história. Eu já vi o filme Stardust umas cinco vezes, e gosto muito dele, então sempre tive curiosidade para ler o livro mas acabava me prendendo em outros que também eram interessantes.

   Consegui terminar a leitura, e o livro é completamente diferente do filme. Continuo amando o filme, mas sinto aquela sensação de ter visto duas histórias diferentes. O foco principal ainda está lá, a busca da Estrela para poder dá-la à Victoria, a viagem por outro mundo, a mudança do personagem principal. Mas o desenvolvimento, construção e características de praticamente todos os personagens é bem diferente.

   O livro se passa em Muralha, um vilarejo na Inglaterra que faz divisa com um mundo mágico através de uma muralha gigantesca que tem apenas uma pequena passagem entre os dois. Existem guardas para impedir que as pessoas cruzem essa passagem, e a interação entre os dois mundos acontece apenas em um dia especial, onde ocorre uma feira. O personagem Dunstan Thorn inicia a história, e seu filho Tristran a protagoniza.

   Tristran é um jovem de aparência diferente da dos demais (uma de suas orelhas é quase pontuda) e diz coisas estranhas às vezes. Quando cresce se apaixona pela mais bela moça do lugar, Victoria, e esse seu amor o leva a prometer algo que é dado como impossível. Numa bela noite estão os dois conversando e uma estrela cadente aparece no céu. Tristran, no meio de promessas de amor, lhe diz que pegaria aquela estrela para ela e, em troca, Victoria lhe daria seu desejo quando ele retornasse, mesmo que fosse sua mão em casamento. Incentivado por essa promessa, Tristran se despede de seus pais e de uma forma misteriosa consegue atravessar a passagem, começando assim suas aventuras.

   Vou parar por aqui para não entregar a história, mas esta é apaixonante. A descrição da Terra Encantada é bem detalhada e nos carrega para um mundo complexo, mutante, que traz inúmeras surpresas, e é essa sensação que Tristran traz no desenvolvimento da história.

   É um livro curto, fácil de ler, com capítulos pequenos e bem divididos. A história pode ser lida por todas as idades, acredito que cativaria qualquer uma delas. Já havia lido Coraline, outro livro do autor, e acho incrível a forma como ele consegue criar e descrever esses mundos tão diferentes. Trazer um pouco de mágica, aventura e amor para nossas vidas é sempre benigno. 

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Cultura, Saraiva.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...