Maratona Literária do Desespero 2021


    
        A Maratona Literária do Desespero é organizada pela Thaís, do Pronome Interrogativo, e começa no dia 05/12, terminando dia 18/12/21.O tema é caça ao tesouro, e traz algumas categorias de livros para ler, uma leitura conjunta e lives na Twitch, trazendo dicas para uma caça ao tesouro. Para acompanhar essas dicas, é preciso ver os stories da Thaís no Instagram. Vocês podem saber mais detalhes no vídeo oficial

    Está acabando o ano e eu amo participar de maratonas. Estar em eventos assim geralmente me incentiva a ler mais e eu acho divertido procurar livros que se encaixem nas categorias propostas. 

    A leitura conjunta da Maratona é o livro A ilha do tesouro, de Robert Louis Stevenson, e está disponível no Kindle Unlimited. Acredito que não vou ler esse, mas a experiência de leitura conjunta e a discussão com várias pessoas é muito rica e vale muito a pena. 

    Os desafios da maratona são:

🏴‍☠️ Prisioneiro: um livro que você comprou no início do ano ou em 2020 e não leu

🏴‍☠️ Capitão: um livro de autor ou autora que você ama muito e ficou postergando durante o ano para ler

🏴‍☠️ Navegador: um livro fora da sua zona de conforto, mas as estrelas dizem que você vai gostar

🏴‍☠️ Contramestre: aquele livro que você vai colocar na lista de leitura e vai te salvar do flop

🏴‍☠️ Mestre Artilheiro: um livro que muitas pessoas não gostaram, mas você tem certeza que vai amar

🏴‍☠️ Tripulação: um livro escrito por mais de uma pessoa


Minha lista de leitura:



Para a categoria Prisioneiro, eu escolhi o livro Somos todos adultos aqui, de Emma Straub, nessa edição da TAG. Esse livro chegou aqui em casa no ano passado e ainda não foi lido, então se encaixa perfeitamente. 






Já na categoria Contramestre, eu trouxe o livro A Princesa prometida, de William Goldman, que foi comprado na Black Friday e chegou há pouco tempo. Eu amo o filme e estava namorando esse livro há muito tempo, então acredito que seja um forte candidato para evitar o flop :)




    Normalmente eu escolho um livro para cada categoria, mas vou ser bem realista e sincera comigo mesma, e assumir que não vou conseguir ler muito nesse período, já vou ficar muito feliz terminando esses dois que escolhi. Espero amar os livros e poder compartilhar com vocês depois :)

    Boa leitura!


MLI e o Assassinato na Biblioteca (Conclusão)



    Olá! Dei uma sumida aqui por questões de ano de pandemia, mas queria deixar registrado o que eu consegui fazer no período dessa Maratona rs. Vocês podem conferir sobre o que eu tinha escolhido ler e qual a proposta da Maratona através desse link

    2020 e 2021 tem sido anos complicados para todos, e é claro que isso afeta a nossa leitura e produção. Como ler é uma coisa que me faz muito bem, eu tenho tentado ao máximo não deixar esse hábito de lado nesse período. 

    Sem mais delongas, vamos falar do que aconteceu entre 10 e 24 de julho em uma perspectiva de quais livros eu li. Da meta inicial, eu não terminei nenhum dos livros. Ainda estou lendo Orgulho e Preconceito, li muito pouco de O cérebro autista e não comecei até hoje os outros dois livros escolhidos.  

    Por outro lado, eu comecei e terminei outras duas leituras:



Teto para dois, de Beth O'Leary

Esse livro é um amorzinho. Não tinha como ter começado a leitura sem terminá-la. Os dois personagens principais são cativantes, os secundários são interessantes e a história te prende do início ao fim.
É uma ótima pedida para aquecer o coração e eu ainda quero falar dele em um post dedicado, mas não sei se vai acontecer. 





O casal que mora ao lado, de Shari Lapena

Esse livro me deixou muito confusa. Começa com um mistério e tem tanta reviravolta que chega um ponto em que você não sabe nem o que está acontecendo ou em quem acreditar. 
Não gostei muito do desenvolvimento nem dos personagens, então foi uma leitura que terminei por curiosidade, mas que esperava mais.



    Eu não queria deixar essa maratona em aberto aqui no site, então fiz esse post para finalizar e falar um pouco dessas leituras. Espero que ano que vem seja mais gentil conosco, e que continuemos a tomar as medidas necessárias para evitar que as coisas piorem.

Boa leitura.

MLI e o Assassinato na Biblioteca

 


    Estou lendo beeem menos esse ano, não consigo fixar tanto na leitura como gostaria. Então, com uma nova Maratona Literária, espero mudar isso por pelo menos duas semanas.

    A Maratona Literária de Inverno e o Assassinato na Biblioteca vai de 10 a 24 de julho de 2021, começando hoje. Terão várias lives com vários booktubers e uma minissérie com episódios contando a história tema da maratona. Para mais informações, assistam o vídeo do GF:


    Vou deixar aqui a minha lista de livros. Como estou empacada com algumas leituras, inclui dois livros que já havia começado, mas um deles eu talvez volte ao início:

Família Atwood - Um livro publicado originalmente antes de 2010
Orgulho e Preconceito, de Jane Austen. 
Já havia começado, estou na página 70


Estou lendo na edição que veio nesse box, comprei na Livraria Cultura há alguns anos.

Família Sanderson - Um livro de uma série que você escondeu na estante por muito tempo
O beijo das sombras, de Richelle Mead


Família Quinn - Um livro com uma capa predominantemente preta ou branca
Bondade, de Carol Shields


Família Coben - Um livro com vários elogios, mas você sempre teve suas suspeitas sobre gostar
Vou repetir O Beijo das sombras nessa categoria

Família Green - Um livro com média de pelo menos 4 estrelas no skoob ou goodreads
O cérebro autista, de Temple Grandin. Já comecei esse também, estou em 14%.


E vocês, estão participando? O que vão ler? Acompanhem as leituras pelo Instagram e não esqueçam de comentar abaixo :)

Boa leitura!

Sol e Tormenta

 ATENÇÃO: Esse é o segundo livro da trilogia Grisha, cujo primeiro livro é Sombra e Ossos

Contém spoilers do livro anterior.

Autora: Leigh Bardugo
Trilogia Grisha 02
Editora: Gutenberg

"O boi sente o jugo, mas será que o pássaro sente o peso de suas asas?"

    Muita coisa aconteceu no livro anterior e começamos a história com Alina e Maly fugindo, procurando recomeçar a vida em um lugar distante. Sem saber o que aconteceu com Ravka ou com o Darkling, ele só procuram se distanciar o máximo possível da Dobra. Traumatizada com o que houve e impedida de usar seus poderes para não chamar a atenção de possíveis inimigos, os dois precisam trabalhar para se sustentar.

    Mas o passado ainda os persegue e novos personagens aparecem na história. Sem saber se são aliados ou inimigos, Alina precisa decidir em quem confiar e qual é o melhor plano para fugir do Darkling e conquistar sua liberdade de uma vez por todas. Dividida entre o amor da sua vida e a vontade de ter mais poder, será que ela sabe o que quer?

    Nossa, eu não tinha um minuto para respirar nesse livro. Até parei em um momento e continuei a ler no dia seguinte. Os personagens não tinham um minuto de paz, várias reviravoltas e decisões importantes para tomar. Só não gostei muito dos rumos que os personagens principais tomaram, falta muita comunicação entre eles.

    Senti que muito do que Alina cresceu no livro anterior se perdeu aqui. Ela está em conflito com seus próprios sentimentos e desejos, não sabe em quem confiar e tenta tomar decisões muitas vezes sem  muito embasamento. É visto muito sofrimento neste livro, chegou a apertar meu coração em vários momentos. 

    Já estou com o terceiro livro em fila e estou ansiosa para saber o desfecho dessa história. Terminei a série da Netflix e gostei bastante. Modificaram algumas coisas e aumentaram outras, mas me manteve muito interessada e ouso dizer que a gostei mais da adaptação do que do primeiro livro. E vocês, estão acompanhando essa saga? Não esqueçam de comentar :)

Boa leitura!   


Sombra e Ossos

 

Autora: Leigh Bardugo
Trilogia Grisha 01
Editora: Gutenberg

   Alina Starkov passou a vida invisível. Órfã de uma guerra, considerada feia e fraca, ela se acostumou a viver nas sombras. A única constante em sua vida é Maly, o órfão que cresceu com ela, seu melhor amigo e o homem que ama sem que ele saiba. Em um trabalho do exército, onde ela é cartógrafa e ele um rastreador, os dois quase morrem. E quando ela o vê em perigo, um poder surge, algo que vai mudar sua vida.

    Em um mundo onde algumas pessoas podem acessar habilidades que beiram a magia, os Grishas, Alina se vê retirada de tudo e todos que conhece e enviada para treinar sua conjuração, que pode salvar o país e trazer luz e paz a uma terra há muito tempo castigada. Para isso ela precisa também se envolver em um mundo novo e assustador, onde muitas intrigas a aguardam.

    Essa trilogia já tem alguns anos e a capa sempre me interessou, mas foi a série da Netflix que me incentivou a lê-la. Queria muito conhecer a história antes de assistir a adaptação (uma tradição e um hábito bem antigo meu). Nos últimos tempos não tenho lido muito e tem sido difícil me concentrar, mas esse livro conseguiu prender a minha atenção.

    Uma coisa que me intrigou foi que não consegui definir exatamente a idade dos personagens, mas imagino algo volta dos 19-20 anos. Há vários clichês na história, mas gostei do universo criado e das possibilidades futuras. O livro não gira tanto em torno de romance, como imaginei que seria, ele retrata mais o caminho da protagonista em se conhecer, se aceitar e analisar o mundo a sua volta.

    O universo Grisha é bem intrigante e queria que a autora falasse mais da mitologia e de como os poderes se desenvolvem, de onde vem, etc. Há vários tipos de conjuradores com diversos tipos de poderes desde elementais a cura, manipulação de metais e até mesmo manipulação de órgãos de forma biológica, como o coração humano.

    Em várias situações achei que iam acontecer coisas que não aconteceram e alguns pontos chave da história não me surpreenderam, entretanto estou muito curiosa sobre o que vai acontecer nos próximos livros, e já estou com o segundo engatilhado, só pretendo ver a primeira temporada da série antes.

    E vocês, já são fãs dessa série de livros? Já assistiram a série da Netflix? Não esqueçam de comentar abaixo (mas sem spoiler, por favor!).

Boa leitura!   

Jonathan Strange & Mr. Norrell

 "Não vivemos uma época para magia ou conhecimento, não é mesmo? Comerciantes prosperam, marinheiros, políticos, mas não magos."

Autora: Susanna Clarke
Editora: Seguinte

    Na Inglaterra de 1806 duas coisas simultâneas acontecem: a guerra contra Napoleão e o estudo da magia teórica. Há alguns séculos não se vê magia na prática, até que um mago recluso, Mr. Norrell, afirma que pode praticá-la e faz uma demonstração, mudando tudo o que é conhecido nessa época. Esse mago tem o sonho de revitalizar a magia inglesa, sobre seus conceitos e condições, centralizando o conhecimento em si.

    Tudo muda quando um jovem descobre que também consegue realizar magia: Jonathan Strange. Inicialmente se apresentando e sendo aceito como discípulo de Mr. Norrell, Strange, ele começa a ter suas próprias ideias, que fogem do conservadorismo do mestre, e essa ruptura pode ter consequências inesperadas em suas vidas e no destino da Inglaterra.

    Esse livro me foi recomendado há muito tempo (a minha edição foi comprada em 2015, tem até o selo de troca da Saraiva rs) mas acabei não lendo até agora. Estou em uma missão de ler os livros físicos das minhas estantes, e esse foi um dos escolhidos para os 12 de 2021

    Eu amei a escrita da autora. Achei divertida, os personagens são complexos e as descrições são muito claras para mim. É um livro grande, tem 820 páginas, e a leitura é densa. Não consegui sentar e ler mais de 100 páginas por vez, e normalmente li umas 40, 50 em um dia. Mas é uma leitura muito gostosa, envolve algumas pessoas que fizeram parte da história real com cenas de magia, tudo de uma maneira muito natural. O livro também traz diversos "fatos históricos" da magia, que fazem com que o leitor se sinta como se realmente tivessem acontecido na vida real (quem dera).

    Além de falar de magia, o livro também traz vários questionamentos existenciais interessantes, como relações na sociedade, influência de companhias, busca pelo que se realmente deseja, personagens aceitando sua natureza, questionamentos sobre loucura. 

"Era como mergulhar sob uma cachoeira ou ter o som de duas mil trombetas num ouvido. Tudo o que pensara antes, tudo o que sabia, tudo o que ele fora ia sendo levado numa grande inundação de emoções e sensações confusas. O mundo se fez novamente em cores iguais a chamas insuportáveis. Novos temores, novos desejos, novos ódios o transpassavam. Presenças grandiosas o rodeavam. Algumas tinham bocas perversas cheias de dentes, e olhos grandes ardentes. Algo semelhante a uma aranha horrivelmente atrofiada alçava-se ao lado dele. Estava cheia de malignidade."

    Estou interessada em assistir a série da BBC inspirada no livro, e gostaria muito de ver algumas cenas trazidas à vida. Demorei um mês lendo esse livro e valeu muito a pena. Vou procurar outros trabalhos da autora, que também ouvi falar bem, no futuro. Magia é um dos meus interesses favoritos na leitura, e esse livro trouxe um mundo mágico muito complexo e atrativo, apesar de ter vários fatores assustadores também. 

    E vocês, já leram esse livro? Não esqueçam de comentar!

Boa leitura!

O Segredo de Aurélia

"Tentar justificar seus atos inocentes para pessoas tão ignorantes nunca surtiria efeito algum. Cada palavra saísse de sua boca seria traduzida naquilo que queriam ouvir. E os agressores, apesar de afirmarem que sim, não buscavam pela paz."


Autora: Esperanza Prado

        Aurélia tem 15 anos, vive em 1610 e tem um grande segredo: sua família pratica magia. Em meio à caça às bruxas, elas precisam tomar muito cuidado para não serem perseguidas e queimadas na fogueira. Apesar de tudo, Aurélia é uma adolescente, e sente interesse por sua primeira paixão. Mas a busca pelo amor pode ser muito perigosa.

    O Segredo de Aurélia é um conto curto, mas bem escrito. São 25 páginas em que fiquei bem cativada. Gostaria, inclusive, de um livro sobre ela e sua família. Ela vive com a mãe e a irmã caçula, e as três tentam sobreviver em uma época muito letal para mulheres. 

    É bem marcante a questão do preconceito e a ignorância com o que é diferente, com um temor infundado que se torna violento. Um ódio vindo puramente do medo e da falta de vontade de conhecer o desconhecido. Infelizmente a época de perseguição às "bruxas" foi marcada por intolerância religiosa, perseguição ao gênero e muita violência, um período vergonhoso e, espero, que nunca deve se repetir.

    Fiquei interessada pela escrita da autora, e li outro e-book, do qual devo falar aqui no blog mais para a frente. E vocês, já fizeram essa leitura? Não esqueçam de comentar.

Boa leitura!

Fadas madrinhas também vão ao baile

ATENÇÃO: ESSE LIVRO É CONTINUAÇÃO DE Aquilo que realmente importa

ESSE POST CONTÉM SPOILERS DO PRIMEIRO LIVRO.

 "É difícil ficar quando uma parte de você se vai. É difícil partir quando uma parte de você fica."

Autora: C. Nan Bianchi

  Eu amei o primeiro livro dessa personagem, Aquilo que realmente importa. Vanessa é uma jovem que muda radicalmente de vida e de prioridades, e aprende muito sobre si mesma. Se torna mais consciente do consumismo, abre sua casa para novas experiências, faz novas amizades e um novo amor, Alex. Entretanto nem tudo está resolvido, uma vez que Alex mora em outro país, em outro continente.

    E nesse segundo livro acompanhamos a mocinha indo visitar o amado após seis meses de separação. Aproveitando a oportunidade, ela vai à Londres conhecer a família de Alex e depois embarca em uma viagem de mochilão pela Europa com o amado, passando por diversos países e lares.

"Muitas vezes as atitudes mais nobres que temos não são calculadas, nem grandiosas. São espontâneas e vem direto do nosso coração."

    Eu fiquei muito animada para ler essa continuação, por ter gostado tanto do primeiro livro. Ele é bem menor que o anterior, e fiquei decepcionada com alguns pontos. Queria ter visto mais da vida e da família de Alex, achei que foi muito corrido. Além disso, nessa parte do livro achei que o mocinho saiu de personagem diversas vezes, e alguns conflitos antigos foram resolvidos como em um passe de mágica.

    Quando os dois viajam sozinhos, senti falta da individualidade dos personagens. Entendo os conflitos que podem acontecer, ainda mais por ser um casal novo e com diversas dificuldades pela frente (barreira cultural, geográfica, etc), mas senti que os dois estavam se fundindo em um personagem só, o que não me agradou muito.

    Entretanto, foi ótimo rever alguns personagens do livro anterior e estou ansiosa pelo terceiro, uma vez que envolve outro personagem que amei no primeiro volume. Gosto da escrita e das descrições da autora, e espero que no próximo livro eu consiga me sentir imersa novamente. E vocês, já leram essa história? Não esqueçam de comentar :)

Boa leitura!

O Visconde que me amava

ATENÇÃO: Segundo livro da série Os Bridgertons, cujo primeiro livro é O Duque e Eu
Esse livro contém conteúdo para um público adulto (maiores de 18 anos)

Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro

    Muita gente veio a conhecer os Bridgerton com a série da Netflix, e eu tinha começado a ler os livros ano passado graças à uma amiga minha (bj Suki!), que me indicou. Estou escrevendo esse post após uma releitura de O Visconde que me Amava, que realizei esse ano.

    O livro é focado no primogênito da família, o visconde Anthony Bridgerton. Um conhecido libertino na sociedade e alvo das mães casamenteiras, ele resolve se casar para cumprir suas obrigações familiares. Nessa temporada, a mais bela debutante é Edwina Sheffield (posso dizer que amo esse nome?), uma jovem de 17 anos belíssima, muito elegante e educada, mas de uma família sem tantas condições financeiras. Entretanto, para conquistar seu coração, ele precisa da aprovação da irmã mais velha, Kate. 

    E Kate não facilita nem um pouco. Preocupada com a reputação do cavalheiro e com a felicidade da irmã, a conquista se torna uma competição entre dois teimosos, com várias discussões e talvez centelhas inesperadas. 

"Edmund Bridgerton faleceu aos 38 anos. E Anthony simplesmente não podia imaginar-se 
superando o pai de forma alguma, nem mesmo em idade."

    Os dois personagens principais estão bem decididos sobre o que querem, e são bem teimosos. Kate está preocupada com a felicidade da irmã, e dada as condições financeiras da família, existe uma pressão para que haja um bom casamento. Ela foi e é comparada a beleza da irmã o tempo todo, e acaba sendo um pouco apagada por causa disso. 

    Já Anthony é muito específico sobre o que quer de uma esposa e considera Edwina a opção perfeita antes mesmo de conhecê-la. Isso traz muito conflito com Kate, dada a sua reputação e preconceitos definidos pela coluna de Lady Whistledown. A história me lembrou muito Dez coisas que odeio em você, onde precisam conquistar a irmã mais velha para chegar à mais nova, com a diferença de que não há outro pretendente. 

    Achei muito interessante a forma com que a autora lidou com questões sobre luto,  medos  e segredos nesse livro. A caracterização dos personagens é bem feita e os dois me conquistaram, apesar de Anthony ter várias atitudes bem repreensíveis no livro. Estou animada para ver essa história adaptada na série e querendo saber qual será a atriz escolhida para a protagonista e sua irmã. 

    E vocês, animados com essa série, já leram esse livro? Não esqueçam de comentar abaixo!

Boa leitura!


MLV 2021 - Conclusão

 


    Me dei uns dias de folga após terminar a maratona e vim aqui para encerrar e comentar sobre as minhas leituras. Foram duas semanas muito proveitosas e com leituras que gostei demais, valeu super a pena participar!

    Acabei lendo menos do que na semana anterior, mas já adianto que consegui ler todos os livros da meta e ainda encaixar uma leitura extra :)


A princesa salva a si mesma neste livro entrou na categoria Um livro que não seja no formato de romance (poesia, quadrinho, conto, roteiro, não-ficção, etc)
Foi uma leitura bem rápida, pois são poemas e o livro não é grande, mas me senti meio enganada pelo título, tinha expectativas diferentes. Dei três estrelas.


A Casa das Marés entrou na maratona através da categoria um livro relacionado à natureza ou com elementos de natureza na capa, e foi uma ótima surpresa. O ritmo inicial é meio lento e o livro se inicia na década de 50, demorei para engrenar na leitura. Achei inclusive que não iria conseguir terminá-lo dentro do prazo. Mas depois de um certo momento, eu me vi fisgada pela história e não consegui mais largar. Vou falar mais dele depois.

    No total eu li seis livros nessas duas semanas, me diverti bastante e curti muito as lives feitas pelos canais que estavam organizando a maratona. Espero ansiosa pela próxima. E vocês, participaram, leram muito? Não esqueçam de comentar abaixo!

Boa leitura!


Esposa22

 

Autora: Melanie Gideon
Editora: Intrínseca

    Alice, após vinte anos de casamento, começa a refletir sobre sua vida. Chegando perto de uma idade importante, ela percebe que seu casamento foi para um direção inesperada. Se sentindo solitária e cada vez mais distante do marido, ela recebe um convite para uma pesquisa on-line sobre casamentos, e resolve aceitar. 

    Tudo é feito de forma anônima, e ela recebe o apelido de Esposa22, sendo conectada ao Pesquisador101, responsável pela condução das perguntas. Entretanto, os questionamentos trazem diversas memórias antigas à tona e a comunicação entre os dois se torna mais íntima do que era esperado.

    Escolhi esse livro para a MLV 2021, para a categoria Capa feia, e continuo não gostando dessa capa. Mas, como dizem, não se deve julgar o livro pela capa, e essa história foi mais uma prova disto. O livro é narrado em primeira pessoa, pela Alice, então não temos muita visão do que William, seu marido, ou os outros personagens estão sentindo. Além disso a autora usa recursos como emails, sms, mensagens e posts de Facebook para contar o que está acontecendo no mundo da protagonista.

    Achei o tom do livro bem sensível, e estava esperando várias coisas diferentes enquanto lia, mas a autora me surpreendeu. Estou com 30 anos, e vejo que a cada ano que passa me identifico mais com os livros adultos do que com os que costumava ler, apesar de ainda gostar de YA, infanto-juvenil e livros infantis. Mas de qualquer maneira, questionamentos em relação à família e relacionamentos estão no meu dia-a-dia.

    Os personagens são cativantes e a narrativa é bem gostosa. Achei interessante a forma como a autora encontrou de informar sobre a vida dos secundários: a protagonista lendo seus posts no facebook. Gostei muito que nenhum personagem é perfeito e todos tem questões a trabalhar, tornou o livro mais real. E vocês, já leram essa história? Se identificam com esse tipo de reflexão? Não esqueçam de comentar!

    Só por curiosidade, gostei muito mais dessa capa que achei online:



Boa leitura!

MLV 2021 - Primeira Semana

 


    Venho no final desta primeira semana da Maratona Literária de Verão 2021 para dividir com vocês minhas leituras. Não está sendo uma semana fácil, estou com mil coisas na cabeça, mas acredito que a leitura foi uma forma de escape que me ajudou um pouco.

    Consegui terminar três livros da meta e ler mais um que não estava listado, mas está ligado a um tema muito importante para mim. Vou fazer uma pequena impressão deles, mas devo lançar posts individuais posteriormente. 


Esposa 22 se encaixou na categoria de Capa feia. O livro estava parado na minha estante, acredito que comprei em alguma promoção de 9.90. Como dizem, não se deve julgar um livro pela capa, a leitura me envolveu e me emocionou.


Porém Bruxa é a leitura conjunta do meu time, Poseidon, e eu amei ter lido esse livro. A escrita da autora me encantou, os personagens são cativantes e achei tudo muito sensível e divertido. 5 estrelas.


Olhe nos meus olhos entrou como leitura extra nessa semana. Mexeu bastante comigo.


Minha adorável esposa entrou na categoria Livro com um casal, é um daqueles livros em que não sei opinar de cara. Terminei hoje, então estou digerindo ainda.

    Espero terminar os outros livros da meta (e talvez ler mais alguma coisa no meio, o que é provável) nessa segunda semana. E vocês, estão conseguindo ler bem? Não esqueçam de comentar!

Boa leitura!


Maratona Literária de Verão 2021 - TBR

 


    Como vocês sabem eu adoro uma maratona literária para me desafiar a ler coisas diferentes e de maneira mais organizada :)

    Esse ano eu resolvi participar da MLV 2021, que vai de hoje (09/01) até dia 23/01. A Maratona tem uma temática de mitologia grega, e uma profecia (vejam lá no twitter o vídeo de apresentação, está incrível!). Precisava escolher entre três deuses (Hades, Zeus e Poseidon), e cada deus traz quatro leituras e uma leitura conjunta diferentes.

    O meu escolhido foi Poseidon, gostei dos desafios propostos. O booktuber que está chefiando esse time é o Edu, do @peraiedu. Os temas e os meus escolhidos são:

- Hefesto: um livro com uma capa feia

Esposa 22, de Melanie Gideon


    Já comecei a ler hoje, a história parece bem interessante, mas não consigo gostar essa capa haha

- Apolo: Um livro que não seja no formato de romance (poesia, quadrinho, conto, roteiro, não-ficção, etc).

A Princesa salva a si mesma neste livro, de Amanda Lovelace


- Ártemis: um livro relacionado à natureza ou com elementos de natureza na capa

A Casa das Marés, de Jojo Moyes


- Afrodite: um livro que contenha um casal

Minha adorável esposa, de Samantha Downing


Essa foi uma edição da TAG, e não achei a venda na Amazon. Queria um livro de casal que tivesse algo diferente, e esse parece bem interessante.

    Como estou tentando ler livros há muito tempo parados na minha estante, aproveitei essa maratona para escolher esse livros nesse parâmetro. O mais novo é o Minha Adorável Esposa, que recebi na TAG. 

    Agora, a leitura conjunta do evento é o livro Porém Bruxa, de Carol Chiovatto. Já tinham me recomendado e ele está nas leituras inclusas na assinatura da Amazon Prime, então vou aproveitar :)

E vocês, estão participando? O que vão ler? Não esqueçam de comentar abaixo :)

Boa leitura!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...