Coração de Tinta

"Como a chuva não a deixava dormir, ela se sentou, esfregou os olhos e pegou o livro. As páginas farfalharam cheias de promessas quando ela o abriu. Meggie achava que esses primeiros sussurros soavam de maneira diferente em cada livro, conforme ela soubesse ou não o que ele lhe contaria."



Autora: Cornelia Funke
Editora: Companhia das Letras

   Ao ler em voz alta, Mo não só encanta quem o ouve, como tem um dom inesperado: ele traz à vida coisas e seres do livro que lê. No aniversário de três anos de sua filha, Meggie, Mo traz alguns convidados inesperados e sua mulher acaba desaparecendo misteriosamente - para dentro do livro.

   Com doze anos, Meggie nada sabe sobre isso. Mo é um maravilhoso encadernador e os dois amam ler. O mais estranho que ocorre em suas vidas é que os dois viajam muito, enquanto Mo muda de um serviço a outro. Tudo muda quando um misterioso homem aparece em sua casa e eles tem que partir em uma grande aventura.


    O que falar de Coração de Tinta e sua autora? Os dois conquistaram um lugar especial no meu coração. Desde o começo do livro consegui sentir entre Mo e Meggie uma forte ligação e um forte relacionamento de pai e filha. Mo é um encadernador, ele recupera livros antigos que perderam capas, tem espinhas quebradas ou simplesmente precisam de uma nova "roupagem". Ele é um pai atencioso e carinhoso, que inspira na filha a mesma paixão de ler que tem.

    Meggie por sua vez é uma menina de 12 anos que não tem muitos amigos e viaja muito, tanto com o pai quanto nos livros. Já tendo lido diversos livros várias vezes, a menina tem um enorme apego aos amigos de papel e tinta, que só não é maior que o amor que tem pelo pai. Tendo sua mãe sumido misteriosamente, Mo é tudo que ela conhece e tem.

    Tudo começa quando Dedo Empoeirado, um conhecido do pai de Meggie aparece na casa deles tarde da noite e dá um estranho aviso: Capricórnio está atrás deles. E assim conhecemos vários outros personagens, alguns encantadores, outros frios no início e amados no final e outros simplesmente abomináveis. 

    A autora escreve da maneira que ela descreve Mo lendo: apaixonante. Eu conseguia ver as cenas se passando pelos meus olhos como se realmente estivesse lá, sentindo medo por eles, amor, saudade. Fiquei cativa. Os capítulos são pequenos e o enredo tem um desenvolvimento maravilhoso. Apesar de ter 456 páginas, foi uma leitura rápida e que infelizmente acabou.

    O desenvolvimento e o final do livro foram coerentes com a história toda e em alguns momentos eu fiquei pensando "olha, a autora esqueceu de falar deste detalhe" só para ver que em algumas páginas a frente a minha dúvida seria respondida. 

    O trabalho gráfico do livro é maravilhoso, a capa é linda, as folhas são amarelas e cada capítulo contém uma citação de outro livro no começo e uma ilustração no final. Não percebi nenhum erro de revisão ou tradução (mas fiquei tão imersa na história que não tenho certeza se teria percebido se houvesse algum). Espero agora gostar tanto dos outros dois volumes dessa série como gostei deste. 

   E vocês, já leram? Gostaram? Não esqueçam de comentar ;)

Boa leitura!

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Americanas, Cultura, Fnac, Saraiva, Submarino, Travessa.

Para quem quiser comprar a trilogia de uma vez só: Americanas, Submarino.

Ps: Esse livro faz parte do Desafio Literário Skoob 2014,
referente ao mês de Abril

Feitiço

ATENÇÃO: Esse livro contém cenas de sexo e não recomendo para menores de 18 anos. É o segundo volume da série Encantadas, mas essa resenha não contém spoiler de Veneno, o primeiro livro.


Autora: Sarah Pinborough
Editora: Única

      Em uma aldeia, crianças estão desaparecendo. Mas não é isso que mais ocupa a mente de Cinderela. Magoada com a família por precisar fazer as tarefas domésticas, ela fica eufórica quando a madrasta e sua filha mais nova são convidadas para um baile no castelo, mas o convite não se estende a ela. E quando Cinderela descobre que o príncipe dará dois bailes para escolher sua noiva, ela sente que faria qualquer coisa para estar lá. 

    Estranhamente, uma mulher aparece dizendo ser sua fada madrinha e cobra um pequeno favor em troca de colocar Cinderela no baile e fazer o príncipe se interessar nela. Mas nem tudo é o que parece, e os sonhos nem sempre se realizam da maneira que esperamos. Cinderela será feliz depois de tudo?


    Cinderela não é a mocinha boa e ingênua que vemos nos contos de fadas, e as irmãs e a madrasta não são tão malvadas assim. Mas ela sonha com uma vida melhor, sem trabalho e com muito luxo, e acha muito injusto que não tenha a chance de ir no baile real. Entretanto, dois bailes são anunciados para escolher uma noiva e ela consegue sua chance. 

    Confesso que gostei muito mais desse livro do que do primeiro. Cinderela fica cega com seu sonho e não enxerga a realidade em um primeiro momento, mas depois começa a abrir os olhos para o que se passa e a história começa a se tornar mais interessante. Existe uma ligação com o primeiro livro, então não vou me alongar muito para não dar spoilers para vocês, já que a conexão foi feita de uma maneira muito legal.

    Os personagens são bem mais cativantes que no livro anterior e gostei mais dos diálogos. Além disso, esse livro também contém cenas de sexo, mas são bem mais encaixadas no enredo, não brotam do nada. Fiquei presa até o final, que conseguiu manter minha curiosidade para ler o terceiro volume. E, como comprei os três juntos, não tive problema em continuar essa leitura rapidamente.


    O livro mantém o ótimo trabalho de diagramação do volume anterior, com páginas amarelas, ilustração no começo do capítulo e marcador destacável no final. Só não gostei das lombadas não serem padronizadas, nem o nome da autora e o título serem alinhados. 

    E vocês, já leram? Ficaram interessados? Deixem suas opiniões nos comentários, por favor! 

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Americanas, Cultura, Fnac, Saraiva, Submarino, Travessa.

Ps: Esse livro faz parte do Desafio Literário Skoob 2014,
referente ao mês de Abril

Boa leitura!

TBR Excel (Sobre Livros Não Lidos na Estante)

   Vi várias pessoas fazendo vídeos de TBR Jar (To Be Read Jar), que é basicamente um pote em que você põe vários papéis com o título de livros que você tem mas não leu ainda. É uma ferramenta para tentar movimentar aqueles livros que estão há muito tempo parado.

   Entretanto, eu não tenho muita paciência para fazer papéis e colocar em um pote. Então da seguinte forma: passei umas quatro horas (T.T) mexendo nos livros e escrevendo tudo no Excel na seguinte ordem:

- Número;
- Título;
- Autor;
- Local (porque meus livros estão espalhados em vários locais no quarto);
- e Editora (era desnecessário, mas queria ver quantos tenho de qual editora :p).

Não reparem no local, eu me entendo rs
   Eu acho que a maioria das pessoas já conhece o Random.org, um site no qual você coloca um intervalo de números e ele lhe dá um aleatoriamente. Vou usar esse site para sortear um livro dentro da planilha (e depois vou morrer para pegá-lo, pois provavelmente ele vai estar no lugar mais alto e mais fundo possível). Pretendo sortear um por mês, vamos ver no que vai dar. Pretendo seguir alguns critérios:

- Dar preferência à livros de parceria e depois à livros que estou doida para ler, como sequências de uma série;
- Se o livro sorteado for um de meio de série, ler o primeiro ou continuar de onde parei na mesma;
- Se for algum tema pesado ou que não esteja agradando, sortear outro e deixar esse para depois.
- Estou participando do Desafio Literário Skoob, então se o livro sorteado estiver lá e não estiver no mês certo, vou sortear de novo.

   Espero assim conseguir ler alguns livros comprados há mais tempo, pois percebi que estava lendo os comprados mais recentemente e deixando os mais antigos esquecidos, coitados. Vou fazer o primeiro sorteio agora, mas não devo terminar nesse mês porque né, está no final.

 
Como eu disse, o livro está no fundo da prateleira, só não está no alto T.T
   Então. Esse livro é grande e complexo. Não prometo para nenhuma data haha. Vou deixar a capa e a sinopse abaixo. É uma linda história indiana, que eu conheço desde criança, e quis comprar essa edição para ler com mais detalhes.


Poucos trabalhos, na literatura mundial, têm inspirado um público tão vasto em nações com línguas e culturas radicalmente diferentes como os clássicos da literatura indiana O Ramayana e O Mahabharata, dois poemas épicos escritos em sânscrito cerca de 2.500 anos atrás. 

Em O Ramayana, William Buck reconta a história do príncipe Rama - escrita por um poeta conhecido como Valmiki - com toda a sua nobreza de espírito, intrigas da corte, a renúncia heroica, batalhas ferozes e o triunfo do bem sobre o mal com tamanha minúcia que faz com que esse grande épico indiano seja acessível ao leitor contemporâneo sem comprometer o espírito e o lirismo do texto original. 

Esse é um feito realmente extraordinário, se pensarmos em seus 25.000 versos! William Buck nos traz nesta, que é considerada a melhor versão ocidental do grande épico, a essência do patrimônio cultural do povo indiano, com os seus mitos, sua religião e sua cultura milenares. Na fabulosa interpretação deste clássico da literatura universal, Buck nos faz encontrar o mesmo temor respeitoso da Criação Divina, o mesmo assombro e a mesma fé na inter-relação de eventos naturais e sobrenaturais que fascinaram milhões de pessoas por mais de 2.000 anos. 
Sinopse no site Submarino

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Americanas, Cultura, Saraiva, Submarino, Travessa.
   
   Bom, espero gostar do livro e conseguir continuar usando a minha planilha. E vocês, como se organizam? Usam o TBR Jar? Outro método? Deixem nos comentários, por favor!

Boa leitura!

Eco

ATENÇÃO: Esse é o segundo livro da série The Soul Seekers, sendo o primeiro Sonhos. Essa resenha terá spoilers do primeiro volume.


Autora: Alyson Noël
Editora: Leya

Ebook gentilmente cedido pela parceria: Leytoras

    Daire está mais ambientada em seu novo lar e em suas novas responsabilidades. Mas, ainda está preocupada com as repercussões de seus feitos em relação aos Richter e seu relacionamento com Dace, que ignora parte importante de seu passado. Ao mesmo tempo, tem que se preocupar com sua mãe aparecendo, pois esta ignora seu chamado como Buscadora de Almas.

    Apesar de sua relação com Dace e seus aprendizados estarem progredindo, o Mundo Inferior já mostra alterações. Tentando resolver os problemas rapidamente Daire se frusta por não ter mais conhecimentos. E, ela acaba descobrindo que Cade está se fortalecendo cada vez mais rápido, forçando que tome decisões dolorosas e enfrente seu destino.

    Como vocês sabem, gostei muito de Sonhos e entrei com grandes expectativas em Eco. Gostaria de não ter feito isso, pois fiquei um pouco decepcionada. Achei o segundo livro confuso e que alguns dos personagens se perderam. Mas, levando tudo em consideração, o final foi explosivo e fiquei feliz em tê-lo lido.

    Nesse livro Daire está procurando a melhor forma de livrar o Mundo Inferior dos Richter enquanto equilibra seus aprendizados e seu relacionamento com Dace. Tem o apoio de sua avó e seus amigos (que na maioria ignoram sua condição) para conseguir se manter equilibrada, mas me irritou que ela não conversasse com os outros sobre várias coisas, o que teria esclarecido e evitado vários problemas.

    Dace, por outro lado, se defronta com vários problemas e verdades que o desequilibram totalmente e o tornam um personagem muito chato nesse livro. Novamente, ao invés de dividir o que sabe, ele resolve agir sozinho e complica muito as coisas. Fiquei com vontade de bater a cabeça dele na parede em várias partes do livro. 

    Destaque nesse livro para os personagens secundários, os amigos de Daire, e o pessoal da reserva, que conhecemos melhor. Eles conseguiram equilibrar a chatice de Dace e dar um ar engraçado e leve em um livro que é bem mais pesado que o anterior. A mãe de Daire também deu uma boa amadurecida nesse volume, e finalmente consegui ver uma adulta nela.

    O que realmente me pegou nesse livro foi o final. Foi diferente e inesperado. Agora estou ansiosa novamente pelo terceiro, e esperando as expectativas baixarem para não me decepcionar por isso. Espero que o término da série seja satisfatório e a autora consiga explicar de uma maneira coerente. De maneira geral, gostei da leitura e recomendo para aqueles que gostaram do primeiro. 

    E vocês, já leram? Gostaram? Deixem seus comentários abaixo, por favor ;)

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Americanas, Cultura, Fnac, Saraiva, Submarino, Travessa.

Boa leitura!

Ps: Esse livro faz parte do Desafio Literário Skoob 2014,
referente ao mês de Abril

Turma da Mônica (edição 88 - Abril 2014)


Editora: Panini Comics

   Continuando a postagem do mês anterior, vou falar aqui das revistas da Turma da Mônica do mês de Abril de 2014. Espero que gostem! 

   Essas são as edições 88 (de Abril de 2014):


Magali - O menino do boné amarelinho

   Nessa edição, a história principal é da Magali com a Mônica. Uma vidente aparece e a Mônica resolve se consultar para resolver um mistério antigo. Mas, como sempre, os meninos acabam se envolvendo e tudo termina em uma grande confusão. Não foi a minha favorita na revista, mas é divertida.

Nessa edição também temos:
Uma história da Turma do Penadinho (Por acidente), uma do Mingau (Rodando por aí), uma do Bidu (Socorro!), duas da Magali (uma sem título e Um Programa Romântico), uma do Piteco (Soluço), uma do Anjinho (Consciências), uma do Zé Munheca (sem título), uma do Rolo (Posso me sentar?), uma da Turma da Mônica (sem título), uma da Mônica (O grande campeonato de cachorro-quente) e duas tirinhas da Magali.


Cebolinha - O mestre-cuca

   Nessa história principal, a mãe de Cebolinha vende guloseimas e precisa preparar várias para uma reunião com vizinhas, esperando aumentar sua clientela. Entretanto, Cebolinha, seu pai e a Mônica decidem que ela precisa de ajuda. Destaque para as zoações que a Mônica e o sr. Cebola aprontam com o pequeno de cabelo espetado.

Nessa edição também temos:
uma história da Turma do Penadinho (Com a proteção dos monstros), uma do Cascão e Cebolinha (No alto daquela árvore tem uma pipa), e três tirinhas do Cebolinha.





Atualizando (24/04):
Esqueci de postar as imagens que tirei da revistinha do Cebolinha, então estou postando agora :)






Cascão - A lenda da ovelha desgarrada

   Cascão, com seu medo de chuva, briga com Cebolinha e Xaveco por estarem brincando de índios, quando descobre a lenda da ovelha desgarrada e fica muito interessado. E acaba descobrindo que nessa lenda tem um fundo de verdade. 

Nessa edição também temos:
Uma história do Bidu (Pequenina), uma da Turma da Mônica (Pelo Parquinho), uma do Nicodemo (Tubarão), outras duas do Cascão (As penetras e A Figurinha Premiada), uma da Turma do Penadinho (A vez dos Mortos-Vivos) e duas tirinhas do Cascão.






Chico Bento - O mistério

   Em um misterioso círculo, tudo some depois de um tempo de colocado lá. Zé Lelé aproveita para se desfazer de coisas que não quer mais, enquanto Chico fica curioso para saber o que acontece. 

Nessa edição também temos:
Uma história do Papa-Capim (Protegido), uma do Piteco (Fugindo), outras três do Chico Bento (Videogame na Roça, Nem o canto do Sabiá e Menino de Ouro), uma do Coelho Caolho (Na Dúvida), uma da Turma da Mata (O Retrato Real), uma do Zé Lelé (Os que vêm e os que vão...) e três tirinhas (uma do Zé Lelé e duas do Chico Bento).






Mônica - Surpresas na Páscoa

   Mônica resolve surpreender a todos e fazer deliciosos ovos de chocolate para seus amigos. Mas um bruxo passa pela vizinhança e arruma uma grande confusão.

Nessa edição também temos:
Uma história do Chico Bento (sem título), uma do Anjinho (Rosquinhas), uma do Piteco (Em tudo que eu olho vejo perigo!), uma da Turma do Penadinho (UFS - Ultimorte dos Fantasmagóricos Sustos), outras três da Mônica (Ninguém pode com uma Mônica de bigode, Ataque Espacial e Minha cor, o amarelo!), uma do Rolo (Com um peso na cabeça), uma da Turma da Mônica (Em manutenção)  e duas tirinhas (uma da Marina e outra da Mônica).

 

   Comentem se gostaram e o que gostariam de ver sobre essas revistas, por favor :)
   E se compraram essas edições e gostariam de comentar alguma coisa podem me mandar mensagem através da página (para não dar spoilers para os leitores aqui).

Boa leitura!

Veneno

ATENÇÃO: Esse livro contém cenas de sexo e não recomendo para menores de 18 anos.


Autora: Sarah Pinborough
Editora: Única

   Branca de Neve é uma princesa diferente: não gosta de roupas apertadas, cavalga de calças, como um homem, e gosta de se divertir com seus amigos anões. A Rainha, uma jovem mulher que se casou com seu pai, é totalmente diferente: uma mulher distante, elegante e real. E é quando o Rei precisa deixar o reino que a relação das duas, que já não era muito boa, se complica. 

   A Rainha espera que Branca de Neve aprenda a se portar e se case logo, deixando o reino em suas mãos, enquanto que a princesa não tem a mínima vontade de viver regulada ou de se casar sem amor. E é ai que, aproveitando que o Rei saiu, a Rainha espera colocar a princesa no seu lugar. Mas, as coisas nem sempre saem como planejado.

   Aproveitei uma promoção no Submarino para comprar a trilogia de uma vez só, pois fiquei interessada com a proposta da autora. Vi alguns episódios de "Grimm" e "Once Upon a Time", séries citadas na contra-capa, e gostei do que fizeram com os contos de fada. Sendo assim, resolvi me arriscar.

   O livro é rápido de ler. A linguagem é fácil e tranquila, mas senti falta de coesão em algumas partes. Como na capa está escrito "Repense seus vilões" não entendi porque na capa mostra a princesa, e não a Rainha. Além disso, a personagem da Rainha se mostrou inconstante para mim, e de modo algum justificou suas razões. Pelo contrário, cada vez que ela agia eu ficava mais indignada.

   Branca de Neve também é um personagem estranho. Uma mulher selvagem, que gosta de viver livremente, e que não se prende às convenções da corte. Apesar de amada por todos, eu não gostei muito de sua personalidade. Em alguns momentos, se tivesse tomado logo as atitudes óbvias, teria evitado muita coisa. E sua decisão final para mim é incompreensível. 

    Outra coisa que me incomodou também foram duas cenas de sexo que não foram muito bem escritas. Não por ter sexo no livro, mas porque não senti que encaixava na história. Imagine, por exemplo, em Chapeuzinho Vermelho, para ilustrar um conto, que a mocinha está andando na floresta, aparece um estranho do nada e, sem química alguma, sem desenvolvimento algum, eles caem no chão e fazem sexo.  Faltou um desenvolvimento melhor, na minha opinião.

Começo dos capítulos
   Gostei da diagramação do livro e de ter o primeiro capítulo do próximo volume no final, que ajudou a atiçar a curiosidade. As páginas são amarelas e a letra é super confortável. E vem um marcador para destacar na orelha do final!

Marcador para destaque
   O final foi interessante e de uma forma geral, o livro conseguiu me prender e me deixar curiosa para ler o segundo, então considero que valeu a leitura. Espero que no segundo livro a autora consiga desenrolar melhor essa história. E vocês, já leram? Gostaram? Deixem nos comentários ;)

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Americanas, Cultura, Fnac, Saraiva, Submarino, Travessa.

Boa leitura!

A Maldição do Tigre


Autora: Colleen Houck
Editora: Arqueiro

   Kelsey Hayes tem 17 anos, perto dos 18, e é órfã. Seus pais morreram e ela mora na tutela de um casal que tem dois filhos pequenos. Ela precisa de um emprego para ajudar a custear a faculdade, e é aqui que essa aventura começa. Contratada para trabalhar em um circo durante duas semanas, uma de suas obrigações é cuidar de um grande tigre branco. 

    Ao olhar o tigre, Kelsey se sente diferente, sente uma forte conexão com o animal. Mal ela sabe que ele é um antigo príncipe indiano, amaldiçoado a viver na forma de um tigre, e que ela pode ajudá-lo a se tornar humano de novo. Ela então viaja para a Índia, e se vê imersa em um país e cultura que não conhece, mas que são extremamente interessantes. 

   Quando eu li essa sinopse, eu pensei logo na história "O Príncipe Sapo", na qual uma princesa é ajudada por um sapo, que na verdade é um príncipe encantando que foi preso naquela forma anfíbia. Confesso que comprei o livro mais pela capa, que é muito linda. Apesar de algumas ressalvas que farei abaixo, gostei da história e pretendo terminar a série, até porque já comprei todos os livros :p

   Gostei muito do começo da história. Kelsey é uma menina que está meio perdida desde que perdeu os pais. Apesar de ser grata ao casal que a acolheu, ela sente que não é o seu lugar. Quando começa a trabalhar no circo é envolvida por uma calorosa acolhida por parte dos circenses e por uma atração por Ren, o tigre branco que é uma das maiores atrações do lugar. 

   Com o passar dos dias, ela percebe em Ren uma melancolia peculiar, e deseja que o tigre possa ser livre novamente. Com isso, ela se envolve em uma grande aventura. Ela é chamada para cuidar dele em uma viagem à Índia, que terminaria em uma reserva ambiental e ela voltaria para casa. Mas, quando chega lá, descobre que ele é um príncipe amaldiçoado que precisa de sua ajuda e acaba ficando para ajudar.

   O livro vai muito bem até mais ou menos a metade. A parte da cultura indiana que o livro explica me interessou muito, e algumas lendas que são contadas nele eu já conhecia. Isso continua até o final, mas da metade para lá, Kelsey se torna insuportável. O que era uma menina segura e inteligente passa para uma mulher insegura e cheia de preocupações constantes que tornam as partes que focam nela, chatas.

    Estou muito curiosa para ver como a história vai se desenrolar nos próximos volumes, e espero que essa chatice da Kelsey passe. Fiquei com vontade de gritar com ela boa parte do livro. Quanto ao Ren, ele é muito fofo com a Kelsey, seus defeitos são: teimosia e explosão em momentos de discussão. Mas, fazem parte de sua personalidade, e não estragam suas qualidades.

    E vocês, já leram? Gostaram? Deixem nos comentários ;)

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Americanas, Cultura, Fnac, Saraiva, Submarino, Travessa.

Ps: Esse livro é referente a Abril no

Boa leitura!

Maze Runner - Prova de Fogo

ATENÇÃO: Esse livro é o segundo volume da série Maze Runner, cujo primeiro é Correr ou Morrer (resenha aqui), e essa resenha contém spoilers do livro anterior.


Autor: James Dashner
Editora: V&R

   Depois do labirinto, mais perigos estão por vir. Os meninos acreditam estar em segurança em um refúgio para o qual foram levados depois de sair da Clareira e passarem por maus momentos, mas acordam no dia seguinte e tem uma surpresa: nada está parecido com o que era no dia anterior. Criaturas grotescas, os Cranks estão nas janelas berrando e várias coisas mudaram na instalação em que se encontram. E pouco tempo depois descobrem que começa a segunda fase de testes.

   Precisam então enfrentar algo que parece pior que o labirinto: o mundo real. Calor excessivo, tempestades perigosas, criaturas insanas os ameaçam e além disso há um grande problema: não sabem no que nem em quem confiar. Pode esse desafio ser o fim das provações e a descoberta da verdade?

   Confesso que praticamente emendei o segundo na leitura do primeiro. Terminei um em um dia e comecei o segundo no dia seguinte. Por mais irritada e incomodada que ficasse com a história, fiquei totalmente presa. E esse segundo livro me prendeu ainda mais.

   Thomas e os clareanos se veem em uma situação desesperadora: precisam cumprir algumas coisas para chegar ao objetivo final e ficar à salvo. Mas, além dos problemas físicos e das ameaças externas, ainda estão com perda de memória e não sabem no que confiar. Perderam muita coisa nesse processo e tentam desesperadamente não perder mais nada.

   O ritmo desse livro é intenso, e como no primeiro, algumas coisas eu consegui adivinhar antes que acontecessem, mas, ao contrário do que normalmente ocorre, isso não me irritou, só me deixou mais eufórica e nervosa em vários trechos. Porque, no caso desse livro, as cenas são tão emocionais que eu acabo me envolvendo tanto que não ligo para surpresas (apesar de ter algumas, com certeza). Uma coisa que o livro conseguiu me passar perfeitamente: eu também não sabia no que confiar. Será que o que foi passado agora é mentira, será que vão mudar depois?

    Consegui me ver mais presa à história nesse livro que, o que pode parecer impossível, tem um ritmo bem mais rápido. Consegui sentir raiva (muita mesmo, tem trechos que me deixaram indignada), alegria, nervoso, alívio e claro, confusão. Foram introduzidos novos personagens e alguns deles me conquistaram. Acho que a grande questão desse livro é: qual o limite da humanidade e do indivíduo quando se trata de sobreviver?

    Só sei de uma coisa: estou doida para saber como o autor vai fechar essa história e morrendo de medo de receber um final decepcionante. O mundo como é descrito é muito triste e difícil de se viver, então não espero nada otimista demais, mas que o desfecho dos personagens seja consistente. 

   E vocês, leram até este volume? O que acharam deste livro? Deixem nos comentários <3

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Americanas, Cultura, Saraiva, Submarino, Travessa.

Compre aqui o box completo: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) CulturaSaraiva, Travessa.

Boa leitura!

Sonhos


Autora: Alyson Noël
Editora: Leya

Ebook gentilmente cedido pela parceria: Leytoras

   Daire tem 16 anos e vive sozinha com sua mãe desde sempre. Seu pai morreu antes dela nascer, e ela não tem nenhuma outra família. Mas, Daire tem a vida dos sonhos de muitas meninas: sua mãe é maquiadora de Hollywood, o que faz com que as duas viagem muito, seguindo filmes, e que conheça muitas celebridades, inclusive saindo com algumas.

   Entretanto, sua vida muda totalmente quando completa 16 anos, durante uma viagem à Índia. Depois de um estranho acontecimento, Daire é levada a várias consultas a psiquiatras e é até internada. No meio disso tudo, sua avó paterna, desaparecida há muito tempo, entra em contato e diz poder ajudá-la, inclusive podendo tirá-la dos pesados remédios e de um futuro em um hospício. E é assim que Daire descobre que é uma Buscadora de Almas e tem uma grande missão pela frente.

   Ouvi muitas opiniões negativas em relação à essa série, mas gostei muito da série Riley Bloom, da mesma autora, e fiquei interessada pela sinopse. E não me arrependi. O livro traz vários clichês de livros de adolescente e algumas partes são um pouco arrastadas, mas eu gostei bastante da mitologia usada pela autora. 

   Daire vai ao Novo México encontrar sua avó e tentar descobrir se seu problema tem cura, e desse modo conheci um lugar totalmente novo. Nunca fui ao Novo México, então não tenho como saber se a descrição bate com a realidade, mas a cidade Encantamento é parecida com uma zona rural que eu morei: poucas casas, muitas trilhas e estradas de barro e uma família rica e poderosa. Daire então fica chocada com sua nova realidade e com as faltas de opção do lugar.

   Tirando o choque inicial e alguns problemas de adaptação e de entendimento de sua situação, Daire começa a se acostumar e até gostar de alguns aspectos de sua vida, mas nem tudo é divertido. Sua nova condição como Buscadora de Almas vem junto com um treinamento e responsabilidades precoces. Mas ela consegue apoio e ajuda com alguns amigos que faz na cidade, e esses personagens são encantadores. Em algumas partes eu ficava triste quando eles sumiam de cena.

   Apesar de ter um toque romântico, o livro é mais focado nas tradições do lugar, no que é uma Buscadora de Almas e em outros aspectos desse mundo. Já comecei o segundo volume, Eco, e estou ansiosa para finalizar essa história com Mítico, que foi lançado mês passado. E vocês, já leram? Pretendem ler? Deixem nos comentários ;)

Compre aqui: (você ajuda o blog com uma pequena porcentagem sem aumentar o valor da sua compra) Americanas, Cultura, Fnac, Saraiva, Submarino, Travessa.

Ps: Esse livro faz parte do Desafio Literário Skoob 2014,
referente ao mês de Abril

Boa leitura!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...